A melhor remadora do Brasil

Beatriz Tavares recebe o Prêmio Brasil Olímpico de remadora do ano


Campeã estadual e um dos orgulhos do Botafogo de Futebol e Regatas, Beatriz Tavares recebeu o Prêmio Brasil Olímpico de melhor remadora de 2022, na noite desta quinta-feira, na Cidade das Artes. Organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), a premiação é considerada o Oscar do esporte e vem sendo dominada pelos representantes do Alvinegro nos últimos cinco anos.

Atleta com grande destaque na temporada 2022 remando individualmente ou em barcos coletivos, Beatriz foi peça fundamental na conquista do título estadual e Feminino do Alvinegro. Foram três medalhas de ouro e muita energia deixada nas raias do Estádio de Remo da Lagoa! Em disputadas nacionais, a remadora também alcançou o topo do pódio em mais três oportunidades. Pela Seleção Brasileira, destaque para a medalha de prata nos Jogos Sul-Americanos.

"Foi uma temporada de grande evolução! Estou muito feliz pelas conquistas e com o reconhecimento, que vão me dar ainda mais confiança e motivação para seguir melhorando as minhas marcas. Foi um ano de muita dedicação, amadurecimento e também de resultados, como o título estadual e o bicampeonato feminino. Agradeço a todos que fizeram parte deste processo e agora vamos em frente por novos objetivos em 2023" destacou a remadora do Glorioso.

Este é o quarto Prêmio Brasil Olímpico do remo alvinegro em cinco anos. Uncas Tales, em 2017 e 2018, e Lucas Verthein, em 2021, também venceram. Em 2020, por conta da COVID-19, a premiação não aconteceu. 

 

Assessoria de Comunicação

Campeã estadual e um dos orgulhos do Botafogo de Futebol e Regatas, Beatriz Tavares recebeu o Prêmio Brasil Olímpico de melhor remadora de 2022, na noite desta quinta-feira, na Cidade das Artes. Organizada pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), a premiação é considerada o Oscar do esporte e vem sendo dominada pelos representantes do Alvinegro nos últimos cinco anos.

Atleta com grande destaque na temporada 2022 remando individualmente ou em barcos coletivos, Beatriz foi peça fundamental na conquista do título estadual e Feminino do Alvinegro. Foram três medalhas de ouro e muita energia deixada nas raias do Estádio de Remo da Lagoa! Em disputadas nacionais, a remadora também alcançou o topo do pódio em mais três oportunidades. Pela Seleção Brasileira, destaque para a medalha de prata nos Jogos Sul-Americanos.

"Foi uma temporada de grande evolução! Estou muito feliz pelas conquistas e com o reconhecimento, que vão me dar ainda mais confiança e motivação para seguir melhorando as minhas marcas. Foi um ano de muita dedicação, amadurecimento e também de resultados, como o título estadual e o bicampeonato feminino. Agradeço a todos que fizeram parte deste processo e agora vamos em frente por novos objetivos em 2023" destacou a remadora do Glorioso.

Este é o quarto Prêmio Brasil Olímpico do remo alvinegro em cinco anos. Uncas Tales, em 2017 e 2018, e Lucas Verthein, em 2021, também venceram. Em 2020, por conta da COVID-19, a premiação não aconteceu. 

 

Assessoria de Comunicação

OUTRAS NOTÍCIAS