notícia

Identificado

Com um carinho pelo Alvinegro, Júnior César garante empenho em campo
Atualizado em 14-10-2014, 19:15

Um jogador experiente e, atualmente, um dos líderes do Botafogo na busca pela reação no Campeonato Brasileiro. Aos 32 anos, o lateral-esquerdo Júnior César assumiu a responsabilidade, encarnou o espírito guerreiro e tem exposto seu sentimento em vestir a camisa do Glorioso.

o Alvinegro volta a campo na quinta-feira, diante do Santos, pelo jogo decisivo nas quartas de final da Copa do Brasil e Júnior César, mesmo poupado nos últimos dois treinos, seguirá com a delegação para São Paulo. Identificado com o Botafogo, por onde teve passagem em 2006, o experiente jogador valorizou a oportunidade de vestir a camisa alvinegra.

- Me sinto identificado porque faço parte da história do Botafogo. Na outra passagem que tive aqui, em 2006, consegui conquistar o Campeonato Carioca e agora tenho a oportunidade de voltar mais maduro e experiente. Sabemos da nossa situação e perdemos um confronto direto contra o Palmeiras. Já contra o Corinthians nós conseguimos fazer o que o Mancini nos pediu e o resultado final foram os três pontos - disse Júnior César.

Envolvido com o momento do Botafogo no Campeonato Brasileiro, Júnior César foi um dos jogadores mais entusiasmados com a vitória sobre o Corinthians, na Arena da Amazônia. Agora, pela Copa do Brasil, Júnior César deixa sua escalação por conta de Vagner Mancini e espera do Botafogo a mesma postura que classificou a equipe de forma heroica diante do Ceará.

- se eu jogo ou não, o Mancini vai resolver. Viajo normalmente para São Paulo e estou pronto para poder ajudar a equipe. Sabemos da dificuldade que vai ser diante do Santos, que tem uma equipe muito qualificada. Vamos ter que reverter o que não fizemos no Maracanã - derrota por 3 a 2 - e vamos com humildade tentar repetir o que fizemos contra o Ceará. Temos que nos doar ao máximo para trazer essa classificação - ressaltou o lateral-esquerdo.

Sincero e preocupado com o Botafogo no Campeonato Brasileiro, Júnior César não jogou a toalha na Copa do Brasil, mas deixou claro que o pensamento do Alvinegro tem que ser na permanência na Séria A da competição nacional.

- Eu não quero cair para a segunda divisão, isso cria uma mancha no clube do tamanho do Botafogo. A Copa do Brasil também é importante e o Mancini é um cara muito inteligente. Sabemos da dificuldade que teremos e nós vamos dar o máximo, mas sabemos que o nosso objetivo principal é se manter na elite do futebol brasileiro - destacou.

Na luta diária, um companheiro importante: o treinador Vagner Mancini. Júnior César elogiou a postura do comandante e o colocou entre os melhores treinadores com quem trabalhou na carreira.

- É um cara muito especial e que está vivenciando tudo com a gente. Sabemos da sua importância como treinador e ser humano, tem dado oportunidade para os jogadores se expressarem. Tive o prazer de trabalhar com grandes treinadores na carreira e ele certamente é mais um - elogiou.

Perguntado quanto a sua liderança no grupo, Júnior César não se esquivou e garantiu que não fugirá de qualquer responsabilidade no Botafogo. O lateral-esquerdo também aproveitou para convocar a torcida alvinegra, principalmente para o jogo decisivo de domingo, diante do Sport, em Volta Redonda.

- Tive responsabilidade em todas as equipes que passei e o Botafogo é um clube muito grande, que teve grandes jogadores e eu me incluo nisso. Não vou fugir da responsabilidade nunca na minha carreira. Peço aos botafoguenses que confiem sempre na gente. Vamos viajar para São Paulo concentrados e esperamos que no domingo, contra o Sport, eles possam entupir Volta Redonda para nos apoiar. O torcedor é extremamente importante e peço que eles joguem sempre conosco - finalizou o experiente lateral.

O Botafogo enfrentará o Santos, quinta-feira, às 21h30, no Pacaembu. Já no domingo, o Glorioso vai até Volta Redonda jogar contra o Sport, em partida válida pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Marcos Silva