notícia

Botafogo 2 x 3 Bahia

Árbitro expulsa três do Fogão no Maracanã e time não obtém resultado positivo
Atualizado em 17-09-2014, 23h55

 

 

Uma arbitragem contestável e extremamente rigorosa apenas com o Botafogo foi determinante para o time alvinegro perder por 3 a 2 para o Bahia, nesta quarta-feira, no Maracanã. A equipe vencia por 2 a 1 quando teve dois jogadores expulsos no início do segundo tempo. Após a partida, Julio Cesar também levou cartão vermelho.

O próximo adversário é o Criciúma, sábado, no Estádio Heriberto Hulse.

O JOGO

De volta ao Maracanã e com o retorno de Emerson, o Botafogo entrou em campo decidido a buscar a vitória, ciente da importância do jogo. Em situação delicada, o Bahia começou cauteloso e truncando a partida, inicialmente com poucas chances.

O Botafogo até tinha mais a bola, enquanto o Bahia apostava na velocidade. Os melhores lances ofensivos eram protagonizados por Emerson Sheik. Aos 18, ele deu uma caneta em seu marcador e soltou uma bomba de fora da área para a defesa de Marcelo Lomba. Aos 29 minutos, o atacante aproveitou boa jogada de Ramírez pela esquerda e mergulhou para cabecear e abrir o placar. Botafogo 1 x 0 Bahia!

Porém, em um lance de total falta de sorte, após cruzamento na área, Dankler foi cortar e a bola entrou sem chances para Jefferson, empatando o jogo aos 31. O Botafogo não se desesperou, colocou a cabeça no lugar e voltou ao jogo. Quase marcou em cabeçada de Zeballos, aos 35, e desempatou ainda no primeiro tempo. Em pênalti cometido por Railan, Emerson cobrou com precisão para fazer 2 a 1.  

Na etapa final, porém, o panorama mudou. Primeiro porque o Bahia voltou mais ofensivo e criou boas chances com Maxi Biancucchi e Rafinha, este último parando em grande defesa de Jefferson. Depois, o árbitro foi bastante rigoroso com o Botafogo, diferentemente do que havia sido com Marcelo Lomba no primeiro tempo, quando deu apenas cartão amarelo após agressão a Rogério. Em um curto período de tempo, Ramírez e Emerson foram expulsos, aos 12 e 14.

Os jogadores do Botafogo foram valentes e se doaram ao máximo, com a torcida cantando forte na arquibancada. Mesmo com dois a menos, o time chegou à área adversária em grande lance de Julio Cesar, que rolou para Rogério chutar forte e Marcelo Lomba evitar o gol.

Apesar o Botafogo estar bem postado defensivamente, diante das circunstância, o Bahia cresceu e perdeu chances, até chegar ao empate. Com 27, em boa trama pela esquerda, Maxi Biancucchi finalizou sem chances para Jefferson.

O goleiro do Botafogo e da Seleção Brasileira foi brilhante pouco depois para fazer grande defesa e evitar gol de Rafinha. O time foi valente e determinado até o fim, mas foi castigado por um gol de Branquinho aos 45.

GALERIA DE FOTOS (Vitor Silva / SS Press / BFR)




BOTAFOGO:
Jefferson, Dankler, Bolívar, André Bahia e Julio Cesar; Airton (Bolatti), Gabriel e Ramírez; Rogério (Wallyson), Zeballos (Yuri Mamute) e Emerson Sheik. Técnico: Vagner Mancini.

Danilo Santos