notícia

O Nosso Glorioso - Ep. 5

Em 6 anos, Remo renasce, conquista Brasileiro, Estadual e se torna referência no país
Atualizado em 15-09-2014, 16h34

Quando a atual gestão assumiu o clube, em 2009, o cenário era precário na sede de Sacopã. Com estrutura caótica, o Botafogo amargava mais de 40 anos sem títulos no remo. Era preciso uma nova mentalidade e energia para seguir em frente. Foi quando o então Vice-Presidente de Remo Marcelo Murad, com o apoio do Coordenador Técnico Alexandre Xoxô, implementou, aos poucos, uma série de mudanças técnicas e estruturais. Os frutos foram surgindo ano a ano. Hoje, em 2014, o clube é o atual campeão Brasileiro (Júnior e Sênior) e Estadual (este após 47 anos), sendo favorito ao bicampeonato nas duas competições.

Com o passar do tempo, o Remo investiu na formação de uma comissão técnica competente, na compra de novas flotilhas, em sala de massagem e fisioterapia, sala de professores para o treinamento e pessoal técnico, espaço de treino de força e condicionamento, garagem para até 50 barcos da competição, formação em cisternas - capacidade para 8 remadores masculino e feminino, carpintaria para manutenção do barco, duas rampas com acesso à Lagoa, alojamento para atletas, secretaria e espaço para eventos.

"Dizer que nesses últimos anos o Remo do Botafogo se transformou de um mero coadjuvante para um Remo vencedor é somente uma síntese dessa historia. Seria injusto desprezarmos alguns belos resultados que o Remo do Botafogo teve no passado, mas o que conquistamos nesses últimos seis anos foi uma imensa transformação em todos os aspectos em relação a tudo que vivenciamos em pelo menos 50 anos", destacou o atual Diretor de Remo e Finanças Marcelo Murad.

Sacopã, inclusive, tem vocação para gerar receitas. Localizada em um local privilegiado no Rio de Janeiro, a sede é constantemente alugada para eventos e festas, permitindo uma renda extra para a modalidade se desenvolver. Além disso, há escolinhas de remo para todas as idades e, recentemente, foi lançada uma aula paga de remoergômetro.

Regatas o Botafogo carrega em seu nome. A modalidade destacou-se e, hoje, o Glorioso tem a base da seleção brasileira, com excelentes participações em Mundiais e Sul-Americanos. Ao time dos consagrados Anderson Nocetti, com quatro Olimpíadas no currículo, e Ailson Eraclito unem-se Celio Dias Amorim, Uncas Tales, Diego Nazario, Emanuel Borges, Guilherme Gomes, Gabriela Mosqueira, Bianca Miarka, entre outros, o futuro do remo brasileiro.

"Partimos para mudar completamente a forma de gestão e administração do nosso departamento de Remo. Durante os seis anos de nossa gestão, sempre trabalhamos o menor orçamento dentre os três maiores clubes de Remo do Rio de Janeiro. Hoje somos referencia em todos os aspectos dentro do Brasil e modelo de gestão que está sendo copiado pelos clubes adversários. As conquistas são consequência desse modelo", frisou Murad.

"O ano de 2013 foi o maior exemplo, pois o Remo Alvinegro conquistou todos os títulos que disputou, e fomos Campeões Carioca de Terra e Mar acabando com um jejum de 48 anos, Campeões Brasileiros de Juniores e Campeões Brasileiros de Seniores. Somos hoje base das seleções masculinas do Brasil e o maior formador de novos atletas", completou.

O clube entendeu que o crescimento só se daria com investimentos. E traçou metas ambiciosas, entre elas a participação em peso nas Olimpíadas Rio 2016. Para tanto, buscou promover aproximação com a conceituada escola europeia de remo. O técnico Bill Barry, medalhista de prata em 1964, ministrou clínicas aos atletas alvinegros. Barry também trouxe Alan Campbell, um dos melhores skiffistas do mundo, para treinar lado a lado com os alvinegros. Uma experiência inesquecível.

O aprendizado constante com novas filosofias de trabalho é uma obsessão no Botafogo. Prova disso foi a contratação do técnico Risco Batista, que trouxe o seu conhecimento de Cuba para o Glorioso. Não demorou para o Botafogo retomar o posto de clube referência na prática do remo.

É de se destacar a visita do Sir Steve Redgrave à sede de Sacopã em 2013. Lenda do remo com cinco medalhas de ouro no currículo, Redgrave visitou o clube, remou com os alvinegros e, na ocasião, recebeu uma camisa oficial das mãos do presidente Mauricio Assumpção. Era o tempo da consolidação do clube como o melhor remo do Brasil.

"Não podemos esquecer que os títulos vieram acompanhados em mudanças para melhor, na nossa flotilha, nos nossos equipamentos, nas nossas instalações e em todo o funcionamento do clube.
Saímos do ostracismo e hoje somo vanguarda!”, encerrou Murad.

Atualmente, o Botafogo lidera o Campeonato Estadual de Remo com 45 pontos de vantagem sobre o Flamengo. Neste domingo, 21 de setembro, será realizada a 5ª e penúltima Regata da competição na Lagoa Rodrigo de Freitas, a partir das 9h. A entrada é franca.

Confira abaixo uma galeria especial de fotos da sede de Sacopã e do Remo!


Assessoria de Imprensa