notícia

Pés no chão

Mancini indica mudanças no clássico e diz que o Botafogo ainda busca a formação ideal
Atualizado em 15-08-2014, 12:11

O treinador Vagner Mancini concedeu entrevista coletiva no fim do treino desta sexta-feira, no Stadium Rio, e indicou as mudanças que fará na equipe para o clássico contra o Fluminense, domingo, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. O treinador alvinegro sinalizou a entrada de Ferreyra entre os onze, além de uma possibilidade tática com o jovem Sidney Pages, volante oriundo da base.

- No treinamento acabei fazendo duas formações e vou optar por uma delas. Uma com Ferreyra e mais um no meio e outra com Sidney no meio-campo e dois atacante de velocidade à frente. Que nos dão chance de ter mais velocidade - disse Mancini.

Apesar da eliminação do Fluminense na Copa do Brasil, Vagner Mancini não espera vida fácil diante do rival. Com uma base que está acostumada a atuar junta, o treinador acredita que a equipe tricolor é favorita para o jogo, mas reforça que no clássico tudo pode acontecer.

- Ainda nao é igual. O Botafogo teve uma boa notícia essa semana, mas tem muita coisa a ser organizada e reajustada. O Fluminense apesar de ter sido eliminado, vem brigando, está perto do Cruzeiro, joga junto a mais tempo, está mais arrumado. O Fluminense é favorito e o Botafogo sabe que em clássico tudo pode acontecer. Vamos tentar nos superar nos quesitos em que estamos abaixo deles, porventura - disse Mancini.

Confira os demais trechos da entrevista coletiva de Vagner Mancini:


O JOGO

- É um jogo cheio de atrativos em função disso. O Fluminense viveu coisas atípicas, assim como Botafogo teve notícia. Hoje está em situação incômoda na tabela e teve alento. O Fluminense vem bem na tabela e teve essa decepção na Copa do Brasil. Tudo pode acontecer, é normalmente decidido no detalhe e temos que estar atentos a isso. Espero que Botafogo esteja mais atento e bem concentrado para sair com resultado favorável.

FERREYRA NO TIME

- O Tanque me dá, se for escolhido, a possibilidade do jogo aéreo, com a bola mais esticada. Embora nao tenha técnica refinida, é lutador, guerreiro, pode servir de pivô, ganho muito grande na bola aérea. Teve altos e baixos no ano, mas está sempre brigando por espaço. Eventualmente não tem entrado nos jogos pela maneira que a

equipe tem jogado. Ainda estou mexendo nas peças. Diferente do Fluminense, que tem time definido, Botafogo ainda nao tem. Estou buscando a formação. Um time será escolhido, quando o Botafogo tiver melhor na tabela, teremos um time certo.

OSCILAÇÃO NO ATAQUE

- No aspecto ofensivo, ainda falta. Tem chegado na área com pouquíssimos atletas. Fiz algumas coisas especificas durante a semana, pra ter mais atletas entrando com chance de gol. Tem que entrar com chance de finalização. Às vezes o Emerson fica isolado. Estou mexendo nas peças pra ver o que se encaixa melhor. Muitas vezes tentamos fazer combinações de atletas. Embora estejam aptos a jogarem, às vezes um não combina com o outro.

MUDANÇAS NA EQUIPE

- Ninguém é titular no Botafogo. Tento mexer pouco, para não quebrar o ritmo, mas quem for bem pode ter a chance de entrar no time.

Marcos Silva