notícia

Passo a passo

Adaptado, Rogério deixa de lado a timidez e quer time forte para vencer fora de casa
Atualizado em 08-08-2014, 18:28

Rogério chegou ao Botafogo com a aprovação de Mancini, estreou contra o Cruzeiro e espera evoluir. Após um período de dois meses sem jogar, o atacante garante estar adaptado ao clube e acredita que está evoluindo dentro do que foi pedido pelo treinador. Concentrado para a partida contra o Atlético Paranaense, domingo, na Arena da Baixada, Rogério quer que o time tenha como base a boa exibição contra o Cruzeiro.

- Acho que cada jogo tem uma história diferente. Diante do Cruzeiro marcamos muito sabendo da qualidade do Cruzeiro. Agora, diante do Atlético, queremos jogar mais. O bom jogo que fizemos contra o Cruzeiro nos motiva e queremos repetir fora de casa - contou Rogério.

Contratado para ser a opção de velocidade do ataque, Rogério ressalta a sua velocidade em campo e lamenta o jogo sem torcida contra o Atlético Paranaense.

- Sempre foi assim no Náutico e por onde passei. Velocidade e habilidade, mas às vezes fico mais marcado e tenho que mudar. O jogo sem torcida fica morno. Com a presença do torcedor entramos mais animados para jogar. Temos que estar concentrados e preparados para jogar com ou sem torcedor - afirmou o atacante.

Perguntado sobre as dificuldades financeiras do clube, Rogério foi enfático e garantiu foco total na partida diante do Atlético.

- Não estou nem pensando em dinheiro, quero jogar contra o Atlético agora. A gente quer conseguir três pontos contra o Atlético, que tem uma equipe de jovens e vem evoluindo. Ganhar lá será importante para dar um salto na tabela - ressaltou Rogério.

Atento ao crescimento do atleta, o treinador Vagner Mancini falou sobre as primeiras semanas de Rogério com o plantel e por conhecer o atleta, acredita que haverá uma melhora de acordo com o ritmo de jogo

- O Rogério está voltando a sua forma aos poucos. Ficou 60 dias parado e inda não está no seu melhor nível. Já o vi jogar várias vezes e sinto que ainda precisa se soltar. É importante que a equipe some pontos para dar mais confiança a ele e que, dentro desse panorama, se sinta útil e possa se soltar aos poucos - avaliou Mancini.

Apenas no início da sua caminhada no Glorioso, o atacante Rogério terá diante do Atlético Paranaense mais uma chance. O atleta garante estar adaptado e mais à vontade com os novos companheiros.

- Venho melhorando mais o entrosamento com o grupo. Cheguei meio tímido e isso é normal no começo em qualquer clube, com o tempo vai melhorar - finalizou.

Marcos Silva