notícia

Atenção e sabedoria

Em casa, Gatito fala sobre o Sol de América, adversário na Copa Conmebol Sudamericana
Atualizado em 21-05-2019, 22:17

O Botafogo está em solo paraguaio para a disputa do jogo de ida da segunda fase da Copa Conmebol Sudamericana. A equipe desembarcou em Assunción no ínicio da tarde e realizou o último treino antes da partida no campo de treinamento na Conmebol, em frente ao hotel que o time está hospedado. O treinador Eduardo Barroca comandou o time debaixo de chuva por quase todo tempo, clima que deve permanecer até a às 19h15 desta quarta-feira, horário da partida. Em casa, o goleiro Gatito Fernández concedeu entrevista coletiva e falou sobre o que o Alvinegro pode esperar em solo paraguaio.

- Espero um jogo bem difícil para a gente. Como a maioria dos times paraguaios, eles vão procurar muito a bola alta, parada e acredito que o clima de hoje se repetirá amanhã, com muita chuva e acho que não vai dar muito para jogar pelo chão. O Sol de América tem uma boa bola parada e acredito que será um jogo um pouco trancado também pelo tamanho do campo. Temos que estar atentos aos detalhes para conseguirmos tirar uma boa vantagem e voltarmos para casa com mais tranquilidade - alertou Gatito, que também falou um pouco mais sobre o Estádio Luis Alfonso Giagni, palco da partida.

- Conheço o Estádio do Sol de América. É pequeno e não estamos acostumados com esse tipo de campo no futebol brasileiro. Costuma ser um gramado muito bom, mas não sei como essa chuva vai afetá-lo para amanhã. Um estádio um pouco apertado, mas o que está fora, fica fora e o que está dentro temos que ter muito cuidado. Conheço alguns que estão no Sol de América e passei para os meus companheiros. O que eu sei é que não gostam muito da posse da bola, preferem um jogo mais vertical. Temos que estar atentos para não sofrermos com surpresas - disse.

Gatito também falou sobre a felicidade de poder atuar diante de sua família e amigos, além da expectativa para defender a seleção de seu país na Copa América.

- Um jogo muito especial. A minha família não pode ir muito ao Brasil, os amigos, mas irão ao estádio amanhã para estar torcendo pelo Botafogo. Espero que a gente consiga o resultado para que seja uma boa noite não só para mim, mas para o nosso clube. A princípio eu fico no Brasil. Tenho que me apresentar dia 3 de junho com a seleção paraguaia. Gosto de estar jogando e participando com meu Botafogo e quero aproveitar ao máximo até a parada da Copa. Pelas datas que me passaram estou confirmado - encerrou.

Assessoria de Imprensa