notícia

São Paulo 2 x 0 Botafogo

Fogão estreia no Campeonato Brasileiro com derrota no Morumbi
Atualizado em 27-04-2019, 17:58

Na estreia no Campeonato Brasileiro, o Botafogo foi ao Morumbi e perdeu por 2 a 0 para o São Paulo, neste sábado, com gols de Everton e Hudson. O adversário foi mais eficiente na definição das jogadas.

O time alvinegro tem como próximo adversário o Bahia, quinta-feira, no Estádio Nilton Santos. A torcida alvinegra está convocada a comparecer e jogar junto.

O JOGO

Mesmo no Morumbi, o Botafogo de Eduardo Barroca teve o que o treinador pediu: coragem, posse de bola e protagonismo. Jogou de igual para igual e teve chances, faltando apenas mais força ofensiva.

A primeira oportunidade foi do Botafogo, aos 8 minutos, em cobrança de falta de Cícero na barreira. No rebote, Erik quase acertou o voleio. O São Paulo apareceu apenas aos 20, quando Everton simulou pênalti e não recebeu cartão amarelo. Do outro lado, três alvinegros advertidos.

Aos 29, Alexandre Pato teve gol bem anulado, por impedimento. Aos 31, Everton cruzou e Gatito cortou. Aos 40 não teve jeito. Cruzamento de Antony e gol de Everton de cabeça.

Na etapa final, o São Paulo quase ampliou aos 4, com Tchê Tchê após cruzamento de Pato. Mas o Botafogo dominou as ações, teve a bola e rondou a área, aproximando-se do empate.

Aos 12, Cícero arriscou de longe e Volpi pegou. Aos 13, Marcinho lançou e Rodrigo Pimpão quase conseguiu a conclusão. A melhor chance veio aos 26, em cobrança de falta próxima à meia-lua, na qual João Paulo parou na barreira.

Já na reta final, o São Paulo passou a apostar mais nos contra-ataques. Quase marcou com Toró aos 32 e Gatito salvou o Botafogo no minuto seguinte. Entretanto, aos 37, o adversário matou o jogo, com gol de Hudson de fora da área.

O Botafogo ainda levou perigo em uma cobrança de falta de Leo Valencia, mas não foi o suficiente.

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Jonathan; Bochecha (Gustavo Ferrareis), João Paulo (Leo Valencia), Wenderson (Luiz Fernando), Cícero e Rodrigo Pimpão; Erik. Técnico: Eduardo Barroca.

Danilo Santos