notícia

Pela classificação

Melhor condicionado, Cícero indica caminhos para avançar na Copa do Brasil
Atualizado em 08-04-2019, 14:35

Após o empate em 1 a 1 no jogo de ida, no Estádio Nilton Santos, o Botafogo irá até Caxias do Sul para enfrentar o Juventude em busca da vaga na quarta fase da copa do Brasil. Em entrevista coletiva, o volante Cícero falou sobre a decisiva partida e as demais situações que envolvem a equipe. O jogador também destacou uma crescente em sua parte física, já que não tinha feito pré-temporada. A partida decisiva será na quinta-feira, às 19h15, no Estádio Alfredo Jaconi.

- Em relação ao jogo, cada jogo é um jogo e tem situações diferentes. Como jogaram muito fechados, ao meu ver faltou forçamos furar mais o bloqueio deles. Mas não fizemos uma partida tão ruim assim, principalmente pelo segundo tempo. Jogar fora é sempre difícil, ainda mais no Alfredo Jacone, um campo mais acanhado. Mas é um jogo de 90 minutos e podemos sair com a classificação. É um jogo de mata-mata e vamos concentrados do que temos que fazer lá - disse Cícero.

Confira na íntegra a coletiva de Cícero no Estádio Nilton santos:

FOCO NO JOGO

- Lógico que passar de fase é sempre bom por um orçamento melhor também, para a situação financeira do clube. Temos que nos preocupar em entrar lá para focar no jogo e não pensando em que tem que pegar dinheiro para pagar isso ou aquilo. Essa questão é com a direção.

EVOLUÇÃO PESSOAL

- Particularmente achei muito bom esses dias de treino, principalmente por eu não ter feito uma pré-temporada. Foi muito bom, trabalhei muito forte e já estou sentindo uma melhora física. Em relação ao time, o Zé está implementando sua filosofia e estamos tentando. Infelizmente não conseguimos a virada em casa, mas estamos trabalhando para evoluir a cada dia. Estamos entrando agora no mês de abril e temos que nos cobrar apesar de estarmos em formação.

CONCENTRAÇÃO PRÉ-JOGO

- O meu pensamento em relação a isso não é só para esse jogo. Joguei na Europa, no Catar e aqui no Brasil a cultura é diferente. Acho isso uma coisa muito natural. A equipe resolveu fazer isso pelo que está acontecendo, mas não vejo problema. Acho muito importante mudar isso dentro do Brasil. Temos que parar com esse pensamento e focar no profissionalismo, no nosso dia a dia para fazermos sempre o melhor. Isso foi o que o grupo resolveu de comum acordo. Não teve problema dentro do clube. Não sei o que vai acontecer nos próximos jogos e aqui ninguém vai ser maior que o Botafogo, o clube está acima de tudo.

A CONFIANÇA EM ZÉ RICARDO

- Faz pouco tempo que estou trabalhando com o Zé Ricardo e te falo que é um cara muito do bem e que está se dedicando a cada dia para que o time evolua. É difícil para o treinador quando se tem um time em formação. Confio muito no Zé Ricardo, ele tem conceitos de jogo interessantes. Tenho certeza que o Zé vai conseguir colocar esse time no eixo. Sabemos que aqui no Brasil quando não se ganha dois ou três jogos a cobrança vem. Temos que acertar algumas coisas e engrenar na temporada.

A EXPERIÊNCIA

- Nós jogarmos a pressão para cima da gente é sempre muito complicado. No Brasil você tem que estar calejado e estamos cientes que juntos seremos mais fortes do que qualquer coisa. Temos que buscar essa classificação agora para seguirmos fortes nessa temporada.

A FORÇA ESTÁ NO COLETIVO

- Quem arma o time é o Zé Ricardo e tentamos acatar o que ele pedir. Temos opções, mas os jogadores da beirada, os laterais, também fazem parte do meio. Assim como na defesa, que a marcação começa lá na frente. O futebol é coletivo e o Zé Ricardo está buscando maneiras para que a equipe evolua. Você tem que ter uma identidade e isso que o Zé está tentando implementar. Isso é com o Zé Ricardo e precisamos de todos, que todos os setores evoluam.

PROFISSIONALISMO

- Debatemos muito uma situação que parece que o time não joga por salário atrasado. Lógico que todo mundo gosta de receber em dia. Isso é com a direção e estamos aqui para defender essa camisa. Queremos receber sempre em dia, é uma situação nova pra mim, mas estou focado na minha condição física para dar o meu melhor. Estamos focados é no jogo contra o Juventude.

PARA ELEVAR A MORAL

- É um jogo muito importante para nós e que levantará a moral da equipe se conseguirmos passar de fase. Sempre é muito bom avançãr. A nossa estratégia é jogar o jogo, ir pra cima ou recuar quando for preciso. O importante é ter uma postura muito positiva e consciência do que vamos fazer lá. Isso é o mais importante para conseguirmos a classificação.

Assessoria de imprensa