notícia

Temos condições

Zé Ricardo mantém otimismo em classificação na Copa do Brasil
Atualizado em 05-04-2019, 10:00

O empate em 1 a 1 entre Botafogo e Juventude no Estádio Nilton Santos deixou tudo em aberto na terceira fase da Copa do Brasil. Mas não tirou a confiança alvinegra. O técnico Zé Ricardo, após a partida, mostrou otimismo em obter a classificação em Caxias do Sul, na próxima semana.

Confira os principais trechos da entrevista do treinador alvinegro:

DIFICULDADE

- Sabíamos que a proposta seria essa, de o Juventude se defendendo muito próximo da área, assim como fez no segundo jogo contra o Grêmio (pelas quartas de final do Gauchão). Tentamos, buscamos, criamos. Infelizmente, com o gol, a proposta deles foi fortalecida. Corrigimos erros após o intervalo, mas faz parte do futebol. Chegamos ao empate, tivemos chance de virar em quatro ou cinco oportunidades. O goleiro deles teve uma participação brilhante, e a vitória não veio. Vamos trabalhar bastante. Temos condições de trazer a classificação de Caxias do Sul.

RETRANCA

- Sabíamos que eles iam valorizar cada falta. A arbitragem foi um pouco permissiva hoje, foi dar cartão ao Marcelo Carné no fim do jogo. Faz parte. No futebol brasileiro é muito comum. Temos que ser fortes para buscar o resultado lá.

GOL DE BOLA PARADA

- É uma pergunta difícil de responder. O futebol é acíclico. Trabalhamos para que os gols de bola aérea não aconteçam, mas tivemos um erro de comunicação. Se não tivessem erros, todos os jogos terminariam 0 a 0. Dormimos um pouco e sofremos o gol.

POSTURA

- Poderíamos ter sido mais agressivos no primeiro tempo, trocar os passes um pouco mais rápido, buscar o jogo pelos lados do campo. Conseguimos neutralizar alguns contra-ataques, não me lembro do Gatito fazer nenhuma intervenção. Mas não fomos competentes no primeiro tempo em criar oportunidades. No segundo tempo tivemos mais calma, volume pelo lado, criamos as chances, faltou finalização de fora da área. O que o torcedor pode esperar é uma equipe sempre vibrante, guerreira. Precisamos melhorar sim, mas temos condições de avançar.

VAIAS

- A torcida está no seu direito, a gente entende. Mas temos que seguir as nossas convicções, não tem outro jeito. Temos uma comissão, trocamos muitas ideias, treinamos para caramba e buscamos sempre a melhor solução. A eliminação precoce no estadual trouxe uma pressão grande para todos nós. Tivemos chance de finalizar, mas faltou capricho. Sabendo disso, o Juventude apostou em um jogo mais lento, picotando o jogo. E a arbitragem permitiu.

LANCE DE KIEZA

- Ainda não falei com o Kieza. Nesse momento o quanto menos falar, melhor. Treinou muito bem. Teve duas chances. Uma o goleiro pegou e na outra ele pegou errado na bola. Se tivesse feito os dois gols, falaríamos dele como jogador da partida. Essa fase acontece muito com jogadores que são cobrados pela definição. Infelizmente é o momento de refletir, não adianta querer achar culpados, estamos todos juntos.

Botafogo de Futebol e Regatas