notícia

Botafogo 4 x 1 Portuguesa

Fogão goleia no Estádio Nilton Santos e chega a 8 pontos na Taça Rio
Atualizado em 21-03-2019, 23:38

 
 

O Botafogo segue firme na Taça Rio. O time alvinegro goleou a Portuguesa por 4 a 1, nesta quinta-feira, no Estádio Nilton Santos, chegou a 8 pontos e brigará na última rodada por uma das vagas nas semifinais. Diego Souza, Gustavo Ferrareis, Alex Santana e Marcão (contra) fizeram os gols alvinegros.

O próximo adversário é o Americano, domingo, às 16h, em Saquarema. Para avançar, o Botafogo precisa vencer por três gols de diferença, de derrota do Flamengo para o Fluminense e que a Cabofriense não vença o Madureira.

O JOGO

Vivo no Campeonato Carioca com o empate em 1 a 1 entre Cabofriense e Portuguesa, o Botafogo teve dificuldades no primeiro tempo, mas decidiu com sobras no segundo. Uma chuva de gols no Estádio Nilton Santos.

No início, o Botafogo teve chance no primeiro minuto, com passe de Erik para Diego Souza, mas o goleiro fechou o ângulo na conclusão. Aos 20, Cícero bateu falta, a bola desviou e quase entrou. Alex Santana e Gabriel também quase marcaram. 

Do outro lado, porém, a Portuguesa também levou perigo. Acertou a trave duas vezes e teve a maioria de seus ataques coordenados pelo meia Diguinho. Chegou a ter um pênalti marcado, mas o árbitro fez bem em ouvir o auxiliar e voltar atrás.

Na etapa final, o Botafogo voltou com tudo e jogo ganhou outro ritmo. Aos 12 minutos já estava 2 a 1 para o Fogão. Diego Souza fez o primeiro, Gustavo Ferrareis o segundo e Nilton descontou. 

O Fogão voltou a marcar aos 21. Alex Santana recebeu na entrada da área, limpou para a esquerda e fez bonito gol.

Ainda deu tempo para Rodrigo Pimpão, aos 39, fazer bela jogada pela direita e bater cruzado, para Marcão fazer gol contra. 

Diego Souza, Luiz Fernando e João Paulo quase ampliaram, mas ficou mesmo no 4 a 1.

GALERIA DE FOTOS (Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

 

Botafogo 4 x 1 Portuguesa-RJ

 

BOTAFOGO: Diego Cavalieri, Marcinho, Marcelo, Gabriel e Jonathan; Alex Santana, Cícero (Wenderson), Gustavo Ferrareis (João Paulo) e Rodrigo Pimpão; Erik (Luiz Fernando) e Diego Souza. Técnico: Zé Ricardo.

Danilo Santos