notícia

Igualdade

Em partida de estreia na Copinha 2019, Sub-20 empata em 1 a 1 com o Horizonte-CE
Atualizado em 04-01-2019, 22:00

O Glorioso estreou com empate na Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2019. No gramado irregular no Esádio José Lancha Filho, Botafogo e Horizonte-CE ficaram no 1 a 1, na noite desta quinta-feira (03/01), pela abertura do Grupo 9 da competição. Rhuan foi o autor do gol alvinegro.

Pela segunda rodada do torneio, o Alvinegro volta a campo no próximo sábado (05/01) para enfrentar o Cuiabá-MT, às 16h30, novamente no Estádio Doutor Lancha Filho, em Franca.

O JOGO

Dando o pontapé inicial na temporada 2019 com um elenco bem jovem e um novo treinador, o Sub-20 alvinegro encontrou pela frente o desconhecido porém bom time do Horizonte, atual campeão cearence da categoria. O duelo começou com bastante estudo entre ambas as equipes e com o alvinegro buscando as iniciativas ofensivas.

A primeira chegada foi aos 5 minutos. Lucas Barros fez boa jogada e cruzou pela esquerda. A bola pegou um efeito e passou muito perto da meta da equipe cearense. Aos 16, quase um belo gol do Fogão. Glauber arriscou uma pancada de longe que parou na ótima defesa do arqueiro do Horizonte.

Com a estratégia de se denfeder para buscar encaixar os contra-ataques, o Horizonte conseguiu suportar investidas perigosas do Alvinegro. Ramonzinho, Gabriel e Rhuan, construiram boas oportunidades, mas a bola não entrou.

Veio o segundo tempo e o panorâma do embate seguiu o mesmo. O Botafogo foi ao ataque quase marcou com Rhuan, aos 5, e com Luis Henrique, aos 19. Mas em um contra-golpe certeiro foi o rival que balançou as redes primeiro aos 22 minutos.

Atrás no marcador, a equipe alvinegra sentiu um pouco o gol sofrido mas seguiu insistindo e pressionando o adversário até conseguir o empate. Aos 42, saiu o gol do Fogão. Caio Alexandre arrematou de fora da área, o goleiro deu rebote e Rhuan apareceu para conferir. 1 a 1.

O gol deu uma injeção de ânimo ao Glorioso, mas não houve tempo para mais. Fim de papo. Tudo igual e um ponto para cada um. FIca o aprendizado e a motivação para evoluir durante o trabalho na competição. 

Botafogo: Lucas Alves; Elivelton, Pimenta, Glauber e Lucas Barros; Caio Alexandre, Michel (Ênio) e Ramonzinho (Marcos Paulo); Pedro Lucas (Luis Henrique) e Gabriel (Marcello). Técnico: Marcos Soares.

Fabio de Paula