notícia

Concentração acima de tudo

Matheus Fernandes cita foco do time como principal virtude para a atual crescente
Atualizado em 13-11-2018, 16:20

As duas vitórias conquistadas no Estádio Nilton Santos diante de Corinthians e Flamengo deixaram o Glorioso com uma situação bem melhor na tabela do Campeonato Brasileiro, podendo até brigar por coisas maiores caso consiga uma trinca de resultados já diante da Chapecoense, quinta-feira, na Arena Condá. E a crescente do Alvinegro não veio do nada, mas sim com a evolução em cima de um ponto que carecia de reação. Com uma maior concentração nos jogos, o Botafogo marcou gols e, principalmente, não sofreu com muitas oportunidades dos rivais. Em entrevista coletiva, o volante Matheus Fernandes falou sobre a mudança de postura da equipe e garante todos empenhados por vitórias nos cinco jogos restantes. 

- Temos conversado que daqui pra frente todos os jogos são finais para nós. Queremos ganhar todos. Espero um jogo difícil, assim como eles fizeram contra o Santos também. Assisti a partida e acho que cada jogo é um jogo. Temos que colocar a nossa bolinha no chão e jogar com calma e paciência que os resultados virão. A gente vem conversando sim, uma vitória nos dará um pouco mais de conforto. Também queremos brigar lá em cima e queremos buscar todos os pontos daqui pra frente. Conversamos muito sobre concentração. Nossa equipe estava sofrendo muitos gols dessa forma e agora temos que estar o tempo todo ligados para não dar corda aos adversários - disse Matheus Fernandes. 

Confira os demais trechos da entrevista coletiva do volante Matheus Fernandes:

CONCENTRAÇÃO MÁXIMA

- Nosso time entrou muito concentrado na partida que passou. Tenho uma boa leitura que ajuda, acompanho adversário e quando acho que é o bom momento eu acabo roubando. A equipe também ajuda muito no momento da marcação, somos um grupo que marca muito forte. Acabamos roubando a bola, puxando um contra-ataque e acabando em gol. 

CIRCUNSTÂNCIAS DO JOGO

- A gente entra pensando em ficar com a bola e sufocar o adversário o tempo todo, mas acaba acontecendo o contrário, o adversário fica com a bola e partimos nos contra-ataques. Acho isso importante, a nossa equipe tem uma boa marcação e acaba posicionando bem. Entendemos a partida, vendo o que ela pede e damos a bola para o adversário para sairmos nos contra-ataques. 

PÉS NO CHÃO

- Acho que a ansiedade é normal, ninguém quer brigar contra o rebaixamento. Tivemos duas vitórias agora que nos deu um "up" na nossa equipe. A ansiedade é normal, mas não podemos deixar interferir no resultado dentro de campo. Temos que levar na boa e o Zé está sempre conversando com a gente para mantermos os pés no chão e pensarmos em coisas maiores. 

FOCO EM DAR O MELHOR EM CAMPO

- Engraçado que eu não sabia, estou sabendo por você, mas o que interessa é que tenho que continuar a fazer bons jogos com a camisa do Botafogo e daqui pra frente só tenho que crescer para poder deixar o clube numa boa situação. Ainda temos partidas até o fim do ano. Sempre penso em coisas maiores e o que for bom para o clube e para mim temos que sentar e conversar certinho. Me preparo a cada dia mais. Tanto para uma futura transação ou para continuar no Botafogo. Se acontecer de forma boa para mim e para o clube, que assim seja. 

EFETIVIDADE EM CAMPO

- A gente já sabia que o Flamengo tem uma boa posse de bola e nos preparamos durante a semana para pressionarmos na marcação e sairmos para o contra-ataque. É estar ligado no jogo o tempo todo e não adianta o adversário ficar o tempo todo com a bola e não ter efetividade para concluir. E isso nós fizemos. 

Assessoria de Imprensa