notícia

Podemos

Zé Ricardo acredita no fator casa para bater o São Paulo
Atualizado em 28-09-2018, 19:07

Com as vitórias diante de América Mineiro e Vitória o Botafogo respirou no Campeonato Brasileiro. Com uma situação melhor na tabela, mas ainda em alerta a equipe enfrentará o líder São Paulo, domingo, às 16h, no Estádio Nilton Santos. Confiante na crescente dos seus comandados, Zé Ricardo confia no resultado com aplicação tática, equilíbrio e o apoio vindo das arquibancadas.

- Certamente para qualquer trabalho os resultados são importantes para que se fortaleçam as ideias e aumente a confianca. As duas últimas vitórias foram importantes, afrouxou um pouco o nó da gravata, mas temos que estar em alerta para enfrentarmos o líder do campeonato - disse o treinador. 

Confira os principais trechos da entrevista coletiva do treinador Zé Ricardo:

ERIK

- O Erik ficou fora dos dois primeiros treinos da semana e ontem treinou com um pouco de dor. Ainda não passei no departamente médico, mas ele vai treinar e espero que não sinta. Ontem o Gatito fez um treino mais perto da realidade e se ele estiver se sentindo confiante ainda teremos dois treinos para que ele possa ir ao jogo. 

PELA VITÓRIA

- O jogo é importante, mexe com a nossa zona e queremos sair de onde estamos. O São Paulo vai querer manter sua liderança por não ter decidido seu último jogo em casa e também chegam pressionados. Contam com um treinador experiente que, apesar de estrangeiro, conhece o futebol brasileiro. Confiamos no nosso campo, no nosso torcedor e vamos buscar essa vitória. 

ALERTA LIGADO

- Precisamos do resultado mesmo com os dois últimos resultados. Em duas rodadas tudo pode mudar, nosso resultado de alerta é grande e nosso respeito ao São Paulo também. Estamos crescendo e acredito que nesse final de semana temos que ratificar isso. Importante enfrentarmos uma equipe de alto nível. 

MATA-MATA E PONTOS CORRIDOS

- É importante, são duas formas de disputa e o mata-mata é importante para o torcedor. Os pontos corridos mostra a importância de um trabalho mais encaixado, mas gostaria de ver o Campeonato Brasileiro com uma melhor distribuição de recursos, seria melhor para o futebol brasileiro. Mas isso é outro assunto. O Brasileiro começou emocionante e será assim até o fim tanto pelo título quanto na luta pelo rebaixamento. 

JOGO GRANDE

- Um atleta de Série A, de clubes como Botafogo e São Paulo, sabem o tamanho de um jogo como esse. É o que menos me preocupa. Temos que dar aos nossos atletas o maior nível de informações e prepará-los bem para jogarmos de forma organizada e intensa. Se conseguirmos fazer isso ficaremos mais próximos da vitória. 

RENATINHO PODE JOGAR

- O Renato treinou normalmente durante a semana e se estiver bem estará disponível para o jogo.

CONCENTRAÇÃO CONTRA UM SÃO PAULO REATIVO

- Conseguirmos fazer quatro gols no último jogo com essa estrutura e buscamos sempre o equilíbrio. Buscamos soluções para isso e o importante é que estejamos conectados. O São Paulo gosta de jogar de uma forma reativa, com muitas armas e temos que estar concentrados para fazer um jogo de alto nível. 

EMPATE NÃO É BOM PARA NINGUÉM

- Não seria bom para nenhum dos dois. Empate em pontos corridos não é bom. Depende do que acontecer dentro do jogo, mas não vejo no geral como um bom resultado. 

ATLETAS DISPONÍVEIS

- Sem dúvida dar continuidade é sempre importante, mas o jogo contra o Bahia também me deixou uma boa impressão. Que bom que temos recuperado atletas e que podemos contar com eles. Vamos precisar no Brasileiro e na Sul-Americana. 

ATACAR E DEFENDER BEM

- O Vitória, apesar de ter aberto o placar, depois do empate teve que se abrir mais e nos deu contra-ataques. Importante estar criando, esse é o nosso papel, mas também não podemos sofrer tanto. A busca é sempre por equilíbrio e melhora da parte tática. Essa é a nossa ideia de trabalho para a sequência da temporada, com todos brigando por espaço de uma forma equilibrada. 

GATITO PODE VOLTAR AO GOL

- O Gatito, com toda sua experiência e carreira desenvolvida aqui e na seleção paraguaia é importante, mas não o levarei se não estiver confiante. Estamos dependendo dele e sua liberação total pelo departamento médico e preparador de goleiros. Confiamos no Saulo e no Diego apesar de algumas pessoas não acharem isso. 

Marcos Silva