notícia

Aqui é Botafogo

Com alma em campo e apoio da torcida, Moisés vai confiante para avançar na Sul-Americana
Atualizado em 14-08-2018, 20:08

O Estádio Nilton Santos será o palco da partida contra o Nacional(PAR), válida pela segunda fase da Copa Sul-Americana. E se o Fogão entra em campo em casa por uma competição internacional a torcida chega junto. Já são mais de 25 mil ingressos vendidos e a promessa de pressão no adversário para reverter o placar de 2 a 1 e buscar a classificação às oitavas de final do torneio. Em entrevista coletiva, o lateral-esquerdo Moisés falou sobre o clima que envolve o duelo e assegurou que o time deixará a alma em campo pelo objetivo dos alvinegros.

- Os torcedores do Botafogo podem esperar a nossa alma dentro de campo, a vitória, a classificação. Dentro do jogo que vamos saber se vai ser sofrido ou não, mas o mais importante é a classificação. Temos a nossa ideia de jogo e estamos trabalhando para dar o nosso máximo. Vamos colocar a nossa qualidade e o nosso ritmo. Com a ajuda da torcida vamos fazer um bom jogo pela classificação - destacou Moisés.

Contratado por empréstimo junto ao Corinthians, Moisés ainda não jogou na Copa Sul-Americana pelo Botafogo e espera fazer sua estreia em dia de vitória e classificação no Estádio Nilton Santos. MOisés não espera vida fácil contra os paraguaios e acredita que o melhor caminho para o Alvinegro é minimizar as chances de erro.

- Ainda não joguei na Sul-Americana nesse ano, mas será difícil. Em jogos internacionais os estrageiros gostam de catimbar, mas temos que estar com alta concentração para não cair na onda deles. Nossa margem de erro para esse jogo tem que ser a menor possível. Quando eu cheguei aqui o objetivo do grupo era chegar lá na frente na Sul-Americana. Perdemos o primeiro jogo, mas podemos reverter esse placar. Acredito que teremos um pouco de dificuldade dentro do jogo, mas será um jogo de paciência, de saber atacar e defender ao mesmo tempo. O Zé e sua comissão tem nos alertado o tempo todo e com o apoio da nossa torcida temos tudo para fazer um grande resultado na quinta-feira - confia.

Confira os demais trechos da entrevista coletiva do lateral-esquerdo Moisés no Estádio Nilton Santos:

A LEMBRANÇA DA LIBERTADORES

- Ano passado o Botafogo fez uma boa campanha na Libertadores e de fora vimos a festa e o apoio dos torcedores, uma torcida muito bonita e um time aguerrido. O Botafogo sempre deu trabalho em competições internacionais, já são 25 mil ingressos vendidos e sem dúvida vamos fortes para essa partida.

GRAÇAS A DEUS NO BOTAFOGO

- É um jogo diferente, né. Não estava aqui no Botafogo, mas na Libertadores foi algo diferente. Hoje graças a Deus estou tendo a oportunidade de trabalhar aqui. A melhor resposta que temos que dar é trazendo a classificação com um bom jogo.

O PRIMEIRO JOGO EM ASSUNÇÃO

- Estava de fora assistindo e assim é fácil falar, mas dentro das circunstância nós poderíamos ter vencido. Não deixamos de empatar o jogo só por causa do Brenner. Não aconteceu e agora estamos atrás para poder reverter esse placar.

GOL NO MOMENTO CERTO

- Estou ansioso para o jogo de quinta. Meu gol no momento não é o mais importante. Quero que o time todo faça gol. Fico ansioso por fazer o primeiro gol pelo clube, mas se eu tirar um gol deles, marcar bastante, isso já ajuda. Acredito que estou fazendo minha parte dentro de campo.

VOLTA DE YURI FORTALECE O ELENCO

- Quem ganha com isso é o elenco e nos fortalece. Aumenta o meu nível, do Yuri, do Gilson. Ganhamos mais um jogador contra o Santos, já que ele estava sem jogar.

CRESCENTE COM ZÉ RICARDO

- O Zé Ricardo todo mundo conhece, um jeito simples de trabalhar e o time está comprando a ideia dele. Nós jogadores só temos que fazer a nossa parte para crescer a cada dia nas competições que disputamos.

Marcos Silva