notícia

Merecia mais

Valentim vê resultado amargo diante do Bahia e valoriza espírito guerreiro da equipe
Atualizado em 10-06-2018, 19:50

O Botafogo volta de Salvador com um ponto na bagagem, após o empate por 3 a 3 contra a equipe do Bahia, na tarde deste domingo (10/06). Entretanto, o sabor que fica para o Alvinegro é amargo, tendo em vista a boa atuação da equipe que chegou a ficar à frente do placar por três vezes, mesmo com um homem a menos após a expulsão injusta de Aguirre, mas um gol nos acréscimos tirou a vitória das mãos do Glorioso.

Após a partida, o técnico Alberto Valentim concedeu entrevista coletiva, analisou o duelo, considerou injusta a expulsão de Aguirre e exaltou a entrega do elenco alvinegro. Confira os principais trechos:

EXPULSÃO INJUSTA

- A gente sempre esteve na frente do marcador, depois tivemos a expulsão, no meu modo de ver injusta. Vimos o lance na TV com calma, não foi pênalti. Muito difícil jogar com um a menos. Fica um sabor amargo, mas tem a qualidade de jogo, ficamos sempre na frente do placar isso aqui é difícil. Gostei muito do time, mas o resultado não foi o que a equipe merecia pelo tanto que eles foram guerreiros hoje.

GOL NO FIM

- Não acredito que a equipe tenha relaxado. O Allione conseguiu antecipar, mas o time marcou bem. São detalhes. Relaxar não. Foi uma equipe guerreira até o final, e infelizmente levamos o gol faltando alguns segundos para terminar o jogo. Fomos cirúrgicos, principalmente com um a menos. O Bahia viria para frente com tudo, e o Allione foi feliz. Gostei do time. A proposta nossa era jogar para frente e fizemos isso mesmo com um a menos.

CONVERSA NO INTERVALO

- Pedi para que fôssemos os mais organizados possível na fase defensiva, porque com um a menos é difícil.Era um jogo de sacrifício de todos. O adversário vai jogar um pouco mais. E quando estivéssemos com a bola, procurar para jogar, usando a velocidade dos nossos atacantes.

EVOLUÇÃO 

Time que procurou jogar, marcou muito bem e foi muito organizado na fase defensiva. Foi difícil entrar na gente. E, quando entrou, o Jefferson foi muito bem. A equipe está crescendo, voltando a ser muito organizada e tendo uma identidade.

KIEZA

- É um jogador que está bem, procurando nos ajudar o máximo. Não só na fase ofensiva, mas também ajudando a recompor. Ele fez gols importantes também porque os companheiros o ajudaram.

DUELO CONTRA O ATLÉTICO-PR EM CASA 

- O torcedor tem que nos ajudar, é um jogo em casa. A gente precisa fechar esses doze jogos antes da Copa com uma classificação melhor para depois recuperarmos esses jogadores. Então, o fator casa vale muito quando o torcedor está nos ajudando. Eu acredito que o torcedor alvinegro irá para nos apoiar. É importante frisar isso para os torcedores. Faço o pedido para que eles estejam lá para nos ajudar na quarta-feira.

LÉO VALENCIA E MATHEUS FERNANDES

- São jogadores com quem posso contar. O Léo está numa crescente, quando precisei tirá-lo um pouco e colocar outro companheiro, ele voltou e voltou muito bem. Agente está aproveitando bem esse momento dele. É um jogador muito profissional, muito dedicado. O Matheus é a mesma coisa, eu tenho elogiado sempre.

MARCELO BENEVENUTO E FORÇA DO GRUPO

- Você esqueceu de citar um jogador que é o Marcelo Benevenuto. Marcelo, que não estava vindo para os jogos E jogou muito bem. Contra o vasco, Eu citei o nome dele e ele aproveitou a oportunidade hoje. Nosso grupo é esse. Por isso, fomos campeões lá atrás, por isso passamos na Sula-Americana. É um time guerreiro e unido. Time que se respeita e que está para ajudar a todos, ao clube e ao treinador.

Fabio de Paula