notícia

Vitória da persistência

Valentim elogia time por insistir e não se desorganizar para vencer o Grêmio
Atualizado em 28-04-2018, 22h00

Se antes a pressão era pela primeira vitória no Campeonato Brasileiro, agora o Botafogo é vice-líder, tem 5 pontos e está invicto. O resultado de 2 a 1 sobre o Grêmio, neste sábado, no Estádio Nilton Santos, foi muito valorizado. Principalmente pelo técnico Alberto Valentim, que aprovou a atuação. 

Confira os principais trechos da coletiva do treinador:

VITÓRIA COMO PRÊMIO

- Foi um jogo que a gente precisou fazer o que tem feito. É insistir, não se desorganizar. Bati cabeça nas substituições para manter o time organizado, e eles estão de parabéns por terem acreditado. Conseguimos um gol com 46 minutos.

GRÊMIO RESERVA?

- Hoje ganhamos do Grêmio, não vem com essa história de time reserva. Lógico que equipes que estão disputando mais competições têm tempo menor e precisam priorizar uma ou outra. Queríamos estar na Copa do Brasil também, infelizmente saímos. O calendário brasileiro infelizmente é muito apertado. Renato optou por um time que não vinha jogando. O Palmeiras, por exemplo, vai procurar jogar com força total

ANÁLISE

- Jogo difícil, a gente começou bem, depois acho que o jogo se igualou um pouco. A gente criou mais do que eles, chegamos a ter mais posse.

FORMA DE MARCAÇÃO

- O ponto de partida é de começarmos a marcação com jogador mais adiantado nosso, que é o Brenner. Na tomada de decisão dele, vamos juntos com ele para marcar mais no campo ofensivo. E tentar jogar mais no campo rival, sem pressa, mas com dinâmica. Hoje algumas coisas não foram brilhantes, mas procuramos fazer o jogo com tranquilidade e qualidade.

LATERAIS

- Márcio foi muito bem, com muita saúde, e o Gilson também tem ido muito bem. Com a saída do Leo, joguei o Renato para a beirada, não só com Gilson jogando, mas com Marcinho também.

QUALIDADE DOS TREINOS

- Quem acompanha nossos treinos diariamente, e sou repetitivo, mas a gente treina muito forte. É um treino curto, mas muito dinâmico. Treinamento forte. Os jogadores dão a vida nos treinamentos. Eu tinha um de 30 minutos e reduzi para 24 minutos. Não tem como ir para jogo forte sem treinar forte.

- Há três dias tive que diminuir a duração do meu treino, porque já tínhamos atingido o que queríamos na parte física, tática e técnica. O resultado está aí no jogo. Não quero decidir sempre nos últimos minutos, mas é um time que vai se manter organizado e compacto até o final.

PAUSA NA COPA DO MUNDO

- Para a nossa intertemporada, já resolvemos o planejamento mais ou menos. Nossa ideia é de ficarmos fechados por sete dias. E esperando ter 24 ou 25 sessões de treinos. Acho que vai ser bom para recuperar essa pré-temporada, que foi mais curta, e por essa sequência de jogos.

BRASILEIRO OU SUL-AMERICANA

- Vamos priorizar os dois campeonatos. Infelizmente não dá para usar todos os jogadores do grupo, mas vou usar praticamente todos, porque vamos procurar jogar com os melhores jogadores numa partida. Vamos priorizar os dois. Vamos trabalhar os dois campeonatos com o melhor time que eu tiver.

EVOLUÇÃO

- Justa a vitória, eles tiveram uma ou duas chances. Uma com Luan e outra pelo lado esquerdo. Jogamos mais no campo adversário, tivemos mais posse, finalizamos mais e tivemos mais escanteios. Tivemos chance clara com Ezequiel.

- (Finalização) Ponto importante, precisamos melhorar nesse quesito, não só nele. Talvez eu tenha evidenciado mais. Falei após o jogo contra o Sport que ainda não tínhamos saído com o goleiro como melhor em campo.

Botafogo de Futebol e Regatas