notícia

Botafogo 1 x 2 Fluminense

Fogão perde clássico no Nilton Santos e segue com 48 pontos no Brasileirão
Atualizado em 04-11-2017, 20h56

 

 

O Botafogo foi melhor no primeiro tempo, abriu o placar logo no início. O Fluminense foi superior no segundo tempo e virou o jogo. Neste sábado, no Estádio Nilton Santos, o Fogão perdeu o clássico por 2 a 1, permanecendo com 48 pontos no Campeonato Brasileiro.

O próximo adversário é o Sport, quarta-feira, às 21h, na Ilha do Retiro.

O JOGO

Quem começou com tudo foi o Botafogo. Logo na saída de bola, chegou perigosamente com Bruno Silva, que bateu para defesa de Diego Cavalieri. Pouco depois, ainda no primeiro minuto, Pimpão roubou bola no ataque, recebeu de Brenner e rolou para Marcos Vinicius abrir o placar. Botafogo 1 x 0 Fluminense!

O Fluminense ameaçou com Scarpa (por cima) e Douglas (para fora). Brenner levou perigo do outro lado. Mas a grande chance para ampliar veio aos 17, quando Brenner tocou de letra, Matheus Fernandes avançou pelo meio e bateu rente à trave.

A verdade é que no primeiro tempo o Botafogo controlou bem o jogo. Tentou escapadas no contra-ataque, como um que Arnaldo recebeu carrinho forte por trás e o juiz não marcou, e pouco foi ameaçado. Scarpa buscou gol olímpico e Lindoso tirou, Sornoza arriscou de longe, Gatito espalmou.

Na etapa final, o jogo mudou. A prova foi que logo no primeiro minuto Gustavo Scarpa acertou o travessão. Aos 6, Douglas finalizou para fora com perigo.

O Botafogo não conseguia sair para o ataque em boas condições, então ficava sendo atacado. Mesmo não sendo uma pressão clara, eram diversas tentativas, até que veio o empate. Aos 16, Marcos Júnior recebeu de Scarpa e bateu firme de esquerda para colocar 1 a 1 no placar.

Com a igualdade, o time alvinegro se viu na obrigação de sair para atacar, porém sem eficiência. No fim, em um contra-ataque, Matheus Alessandro recebeu na direita e bateu cruzado, para definir o placar em 2 a 1 a favor do Fluminense.

GALERIA DE FOTOS (Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

 

BOTAFOGO: Gatito, Arnaldo, Joel Carli, Rabello e Victor Luis; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Bruno Silva e Marcos Vinicius (Gilson); Rodrigo Pimpão (Guilherme) e Brenner (Vinicius). Técnico: Jair Ventura.

Danilo Santos