notícia

Olhar para a frente

Jair lamenta derrota em clássico truncado, mas mira reação contra o Avaí
Atualizado em 14-10-2017, 22h30

Arbitragem polêmica, lances duvidosos, confusões... o clássico entre Botafogo e Vasco teve de tudo, terminando em vitória cruzmaltina por 1 a 0, neste sábado, no Maracanã. O técnico Jair Ventura lamentou o resultado e evitou falar de arbitragem, preferindo focar em buscar a reação quarta, diante do Avaí, na Ressacada.

Confira os principais trechos da coletiva do treinador:

DERROTA POLÊMICA

- Vou seguir minha linha de não falar de arbitragem, vocês viram o lance. Explicar derrota é complicado, aqui se trabalha em grande equipe, precisa vencer. Jogo truncado, poucas oportunidades, Botafogo teve mais controle, mas poucas chances. Vasco teve chutes de fora, um gol desviado. Clássico é decidido em detalhes, o Vasco foi mais feliz nosso hoje.

SEM BUSCAR CULPADOS

- A gente trabalha em um esporte coletivo e, como gestor, não gosto de expor meus jogadores. Vamos ver o jogo depois e analisar. Não tem culpado ou vilão. É sempre bom quando ganha, ganha todo mundo. O culpado sempre serei eu, que escalo o time.

FALTA QUE ROGER FAZ

- Jô faz falta ao Corinthians, Henrique Dourado ao Fluminense, Guerrero ao Flamengo? Sim, qualquer artilheiro. Roger Faz muita falta mas não joga mais esse ano. Não posso lamentar, mas reinventar. Confiar no Brenner e no Vinicius. Nos últimos jogos fizemos gols de atacantes, queremos, mas não vão marcar todo jogo. Eles vão dar conta do recado.

CARLI SUSPENSO

- Perdemos nosso artilheiro e agora o capitão, vamos lá, confiar nos outros zagueiros. Vai fazer falta, mas acredito em quem entrar. A gente sofre quando perde, mas falei ao grupo que se perder um jogo assim e não ficar chateado tem que parar. É passar a borracha, entrar firme e buscar o resultado positivo quarta. O passado é imutável, é fazer o melhor contra o Avaí, e buscar ficar na parte de cima da tabela,

CONTROLE DO JOGO

Tivemos mais posse, mas também já sofri derrotas em jogos assim. É cobrado quando não tem posse e vence, não falam quando acontece o inverso, não tem muita lógica. Tivemos maior volume e posse, mas não oportunidades. É uma equipe, vamos ganhar e perder juntos enquanto eu estiver aqui com esse grupo.

Danilo Santos