notícia

Renovado

Roger vê período sem jogos como fator importante para o Botafogo voltar ainda mais forte
Atualizado em 30-08-2017, 9:45

Após dois dias de folga, o Botafogo se reapresenta na tarde desta quarta-feira, no Estádio Nilton Santos, e inicia sua preparação para os próximos desafios - o time tem o clássico contra o Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro, dia 10/09, e o jogo de ida das quartas de final da Conmebol Libertadores Bridgestone, diante do Grêmio, 13/09. E para render ainda mais nesses embates, o Glorioso conta com um aliado especial: o descanso.

Somando 54 jogos em oito meses de trabalho, a equipe se acostumou a vencer em meio ao calendário desgastante do futebol brasileiro, envolvendo confrontos decisivos e longas viagens. De acordo com o atacante Roger, o período sem jogos será fundamental para sequência do ano e vai fazer a diferença na perfomance do grupo. O jogador também frisou que a distãncia para a próxima partida não será suficiente para tirar o ritmo do elenco, acostumado a atuar em alta intensidade.

- Foi bom. Importante ter esse tempo com a família, descansar. Desde o início do ano foram umas cinco folgas somente. Todas muito quebradas, com jogos e viagens longas. Acho que todo mundo estava precisando disso. São meses trabalhando, não tem como perder o ritmo. Tem treino quarta, teremos jogo-treino no sábado. Então não vai afetar. Vamos extrair o máximo de cada atividade - contou.

Com 14 gols em 2017, Roger se mostra cada vez mais entrosado com o estilo de jogo alvinegro, participando com dinâmica, saindo da área para construir jogadas e ajudando na marcação alta. Em bom momento, o centroavante citou a última atuação do Botafogo, contra o Bahia, como referência para os demais duelos. Confiante, o camisa 9 espera que o desempenho se repita mais vezes e sonha com um fim de ano vitorioso.

- Nós conseguimos ter a posse de bola, muita aproximação. Dominamos o jogo. Foi merecida a vitória. Daqui pra frente é procurar fazer esse jogo sempre, para fechar o ano com o título da Libertadores, quem sabe, e acabar entre os quatro melhores do Campeonato Brasileiro. Esse é o Botafogo. Pronto para quebrar grandes barreiras e vencer jogos. Tem sido assim- finalizou.

Fernando Morani