notícia

Alegria sem igual

Luis Ricardo comemora retorno aos campos com assistência e brilho nos olhos
Atualizado em 01-08-2017, 20:32

Nada como um dia após o outro e muita, mas muita determinação para fazer novamente o que ama. Luis Ricardo fazia uma boa temporada em 2016 e teve sua sequência interrompida por uma grave fratura no tornozelo. Recuperado e fortalecido após duas cirurgias, o lateral-direito voltou a figurar entre os convocados de Jair Ventura e não esconde a felicidade por estar de volta. Contra o São Paulo, na rodada passada, até assistiu para o gol marcado por Guilherme. Sem dúvida um recomeço.

- Costumo dizer que agora eu quero ter saudade de casa. Passei dez meses lá e voltar agora é um prazer enorme, ainda mais sendo relacionado. Quanto mais estiver na lista estarei disponível e feliz. Passei muito tempo fora e claro. Agora com um pouco mais de experiência. Claro que ver os erros dos outros é fácil, mas peguei esses dez meses para me analisar, ver o que estava em déficit comigo mesmo. Olhei meus companheiros jogando até para voltar melhor do que quando parei - disse.

Confira os demais trechos da entrevista coletiva de Luis Ricardo:

LUIS RICARDO E A VELHA ASSISTÊNCIA

- Parecia que estava fazendo um gol. Gosto de fazer gol, mas o passe é algo que me cobro muito. É minha característica chegar muito no fundo do campo e quando chegar lá procurar um companheiro melhor colocado. Quando aconteceu eu nem sabia quem abraçar. Difícil descrever, muita alegria por estar fazendo o que gosto por mim e por todos que torceram para que isso acontecesse.

PROCESSO ÁRDUO

- Vejo que tem que dar tempo ao tempo. Gostaria de apertar um botãozinho e tudo ser mil maravilhas. Mas é um corpo que necessita de tempo para evoluir e a nossa comissão técnica me ajuda para que eu volte ao nível que estava. Era meu melhor momento na carreira e com a camisa do Botafogo. Vou trabalhar para voltar daquele nível para cima.

POR MAIS TEMPO NO FOGÃO

- Costumo dizer que não há nada melhor do que renovar o seu contrato jogando. O Jair me dá essa oportunidade, a diretoria está vendo isso e não acredito que será complicado. Já me deram todo respaldo e agora tenho que trabalhar para que isso aconteça.

PROCEDIMENTOS NECESSÁRIOS

- A primeira cirurgia foi um sucesso, com o osso muito bem calcificado. Claro que as pessoas perguntam sobre a necessidade da segunda, que aconteceu para que eu melhorasse ainda mais. O médico da época infelizmente não está mais aqui, mas não fez nada de errado. A outra cirurgia foi em outro local, para que eu melhorasse minha arrancada.

APOIO QUE FORTALECEU

- Não posso dizer que não tive apoio de ninguém. Muito pelo contrário, quando acabou o jogo os médicos e fisioterapeutas já me encaminharam para o hospital. Minha esposa também estava comigo e na mesma noite fui operado. No dia seguinte meu treinador estava comigo, além da ligação do Presidente. Só quero agradecer pelo apoio de todos. Foram muitas palavras de incentivo e acredito que isso fez total diferença.

RITMO NECESSÁRIO

- Na verdade são jogos. Preciso ter esse ritmo de jogo. Pude jogar contra o Sport, depois Atlético e agora esse jogo. Minha preocupação agora é fisicamente, para não me machucar e voltar novamente ao departamento médico. Isso está sendo bem monitorado e olhando os resultados evoluí bastante nesse último jogo. O futuro é bem promissor.

A LIBERTADORES

- Emoção muito grande. No primeiro jogo da Libertadores eu falei na roda de oração o quanto esse jogo representava para mim, o quanto queria fazer parte daquela oportunidade. Infelizmente vi só de casa, mas vibrei com cada gol e dividida. Agora de fato posso estar presente com eles e espero poder somar de alguma forma para dar alegrias também.

OLHAR CRÍTICO PARA EVOLUIR

- Quando você perde é a hora de parar e analisar onde exatamente errou, ainda mais da forma que foi. Jogo na defesa e é ruim até falar sobre os gols que tomamos. Conversamos sobre isso hoje em sala e traçamos metas para que isso não aconteça mais. E não acontecerá mais. Estamos bem conscientes para o próximo jogo, ainda mais concentrados para não sermos surpreendidos. Fizemos um grande jogo contra o São Paulo até um determinado ponto e será o que vamos buscar fazer.

Confira a galeria de fotos de Vitor Silva / SS Press / Botafogo!

 

Marcos Silva