notícia

Passo a passo

Emerson Sheik comemora estreia com gol e vê equipe em evolução
Atualizado em 29-04-2014, 18:04

Não há nada melhor para um atacante do que balançar as redes. Em sua estreia pelo Botafogo, Emerson Sheik marcou, deu assistência para o gol de Zeballos e atuou durante todo o jogo, mesmo ainda em processo de recondicionamento físico. Em entrevista coletiva, o camisa 7 alvinegro falou sobre a primeira atuação pelo Glorioso e, mesmo sendo destaque, valorizou a evolução do grupo e o trabalho com a comissão técnica .

"Mais uma vez eu marquei na estreia, mas eu gosto sempre de dividir os méritos. Nós fizemos uma semana muito boa, onde a comissão técnica fez um planejamento especial para que eu pudesse treinar a parte física e técnica de maneira que eu chegasse no jogo inteiro para jogar. Mérito de todos nós e dos atletas que sempre contribuem. Que bom que foi com gol e melhor ainda que não perdemos", detacou Emerson.

Com um novo ânimo após o segundo tempo diante do Internacional, o Botafogo evoluiu e buscou o empate em 2 a 2. Emerson comentou o feito e credita ao treinador grande parcela da evolução do time.

"A chegada do Mancini trouxe uma energia diferente para o grupo. Ele teve tempo para trabalhar a equipe durante a semana, o que não aconteceu diante do São Paulo. Já contra o Internacional, ele aplicou um trabalho forte. O primeiro tempo foi ruim e no intervalo ele chamou a atenção para os detalhes que faltavam. O segundo tempo foi exatamente o espelho do que trabalhamos durante a semana", frisou o atacante.

Com o foco voltado para o confronto contra o Bahia, domingo, na Arena Fonte Nova, Sheik tratou de esquecer o jogo contra o Internacional e disse que um time com a grandeza do Botafogo só pode pensar na vitória.

"Quando acabou o jogo eu falei do empate porque o momento era de muita desconfiança e pouca confiança também. A maneira que nós buscamos o empate com o Inter serviu para nós atletas entendermos que, se trabalharmos forte, jogarmos com alegria e acreditarmos quem está do lado, é posível vencer. Entendemos que o próximo jogo é completamente diferente. O que passou passou. O Botafogo é grande e nao pode ficar satisfeito com um empate em casa. Vamos focar agora na nossa primeira vitória na competição. Uma vitória fora de casa dará mais moral ainda para o grupo", frizou o camisa 7.

Emerson também falou sobre o primeiro contato com o torcedor alvinegro e afirmou que o grupo passa por uma busca de identidade.

"Independentemente da quantidade de torcedores que forem nos apoiar, a determinação não vai faltar seja um ou um milhão. Eu já tnha contato com alguns botafoguenses. A galera me curte, gosta de mim, e isso é maneiro". disse Emerson em tom humorado.

Ciente da dificuldade e do equilíbrio do Campeonato Brasileiro, Sheik destacou a importância de pontuar o máximo possível antes da parada da competição para a Copa do Mundo.

"É um assunto que é abordado a todo momento porque é importante lembrar que o Botafogo é grande e os atletas que não entenderem isso, não merecem estar aqui. Esse é um pensamento de todos, aproveitar esses jogos agora para pontuar e ir para a parada figurando entre os quatro primeiros", finalizou o atacante.

O Botafogo volta a campo pelo Campeonato Brasileiro diante do Bahia, domingo, na Arena Fonte Nova.

Marcos Silva