notícia

Pelo topo

Feliz com vaga nas oitavas da Libertadores, Jair agora quer primeiro lugar do grupo
Atualizado em 23-05-2017, 15:00

Após uma boa campanha na fase de grupos da Conmebol Libertadores Bridgestone, o Botafogo garantiu a classificação para as oitavas de final da competição internacional com uma rodada de antecedência. Objetivo, portanto, concluído. Contudo, agora todo o foco está voltado para a conquista do primeiro lugar da chave, o que dará direito ao Glorioso decidir a vaga na próxima fase em seus domínios. Vantagem considerável de acordo com o técnico Jair Ventura.  

- Nosso grande objetivo do ano era esse. O planejamento deu certo. É parabenizar a todos da comissão. Agora é buscar o primeiro lugar do grupo. Respeitamos o Estudiantes, uma equipe forte, mas vamos atrás da vitória. Decidir em casa é melhor, poder jogar pelo resultado que tem em mãos. Ainda mais com a força da nossa torcida, que tem feito uma grande festa, a gente fica muito forte. Só perdemos uma em casa, vencemos as demais. Então é isso que vamos buscar - disse.

Confira outros pontos abordados pelo treinador:

DESFALQUES

- Só quem vai ser poupado é o Camilo, vem com um incômodo no adutor, desgastado. Pimpão está suspenso. De resto, tirando o pessoal que está no DM, teremos força máxima -

ARNALDO

- Foram mais de 10 jogos sem um lateral de ofício. O Emerson quebrou um galho e nos ajudou. Agora chegou um homem da posição. É uma dor de cabeça boa. Quem ganha é o Botafogo. Arnaldo fez sua estreia, foi bem, pode melhorar, assim como todos. O treinador precisa de opções. É bom para a competitividade -

VITÓRIA NO BRASILEIRÃO

- Importante estrear com vitória em um campeonato difícil como o Brasileiro. Foi um jogo que tivemos o controle da partida. A performance foi muito boa. Eu tinha uma preocupação em virar essa chave, pois na Libertadores foi muito desgastante. O grupo mostrou maturidade e conquistou os três pontos -

PIMPÃO FORA

- Pimpão é extremamente tático. Aquele jogador que o treinador gosta, quer junto. Cumpre bem as funções, ainda tem força para chegar e ser decisivo. Vai fazer falta, mas o Botafogo já mostrou que tem elenco. A gente vai sempre se reinventando -

SEM CAMILO E MONTILLO

- A gente perde nossos meias, homens de organização. Difícil. Cabe ao treinador dar um jeito de jogar sem esse 10, o cara do último passe. Temos nossos volantes. Vamos passar dificuldade, mas vamos fortes -

JOÃO PAULO

- O João começou a pré-temporada muito bem, teve uma lesão, depois se firmou. É um jogador de bom porte físico, joga sempre os 90 minutos. Vem dando conta. Ele não é esse cara muito decisivo de último passe, de gols, mas tem uma leitura de jogo muito boa, ajuda o treinador. Vem sendo importantíssimo -

CAMPANHA NA LIBERTADORES

- O futebol é resultado, momento. Conseguimos nosso primeiro objetivo no ano, que foi a vaga nas oitavas de final da Libertadores. Enfrentamos equipes muito técnicas. Colo Colo, Atlético Nacional...a gente vai fortalecendo. Sabemos que nosso poder financeiro não é dos maiores, mas trocamos isso por intensidade, vontade, entrega. A gente sabe que tem que ser dessa maneira. Os jogadores estão de parabéns. Que seja assim o ano todo -

PRELEÇÕES

- Vou fazer 10 meses no comando, mas tenho sempre que motivar os atletas. Nos grandes jogos, acabo falando menos. Pois a partida já é motivante. Contra a Ponte Preta, pelo Brasileiro, com menos público, precisava passar essa empolgação pra eles. Temos que fazer o melhor sempre. Eles entenderam e conquistaram a vitória -

RABELLO

- É a parte boa do treinador. Quando lança esses menos dá prazer. É um bom garoto, intelignete, está se formando em educação física. E o mais importante: joga futebol. Ganhamos mais um jogador. Fez grandes jogos. Espero que continue assim -

JEFFERSON

- Ele já treina normalmente, quem ganha é o Botafogo. Jogador de seleção. Ficou um ano parado, não podemos queimar etapas. Já foi tudo conversado, mas vamos com calma. Tem que ser no tempo dele -

Fernando Morani