notícia

Alvinegro Gato

De olho nas oitavas, Gatito crê em Botafogo copeiro e forte em Guayaquil
Atualizado em 19-04-2017, 13:00

Não é novidade começar uma matéria sobre o Botafogo na Libertadores lembrando da desconfiança de muitos no trabalho feito no Alvinegro, principalmente do quão longe esse time pode chegar. Que continuem falando, mas a verdade é que esse grupo sabe seu valor e derruba em campo muitas previsões. Se o caminho foi de muitos campeões até aqui, teremos mais um duro time pela frente. Atual campeão equatoriano, o adversário da vez é o Barcelona de Guayaquil, que divide a liderança do Grupo A com o Glorioso, ambos com 6 pontos. Dificil, né? Mas é o Botafogo...

Um dos pilares da equipe, o goleiro Gatito Fernández falou sobre a caminhada do Glorioso na Conmebol Libertadores Bridgestone. Mais confiante na meta, o arqueiro paraguaio vê a equipe madura e encarnada no modo de jogar a competição.

- O time está sabendo jogar a Copa Libertadores. A primeira fase nos ajudou bastante a entender como se joga, deu mais experiência e confiança para todos nós, além da confiança com a vitória contra o Atlético Nacional. Nos demos conta que podemos sempre tirar o resultado, respeitando os rivais, mas sabemos que se fizermos o trabalho certo nós podemos conseguir uma vitória ou ponto fora de casa. Realmente o time está sabendo jogar essa competição e tomara Deus que seja assim até o final - disse Gatito.

Ambientado ao Glorioso, Gatito revive o bom futebol que o destacou nas passagens por Vitória e Figueirense. O goleiro ressaltou a receptividade em sua nova casa e, apesar de pouco tempo no clube, já conta com grande momentos, principalmente na Libertadores.

- Sabia que aos poucos recuperaria meu nível que tive no Vitória e no Figueirense. Sabia da minha capacidade, era só uma questão de me ambientar ao clube e aos meus novos companheiros. Aos poucos vou retomando meu nível e quero mantê-lo sempre. É um pouco de tudo, do acolhimento de todos no clube, que me receberam muito bem e me integraram na família Botafogo. Vou me soltando dentro e fora de campo e vou fazer o que puder para ajudar. Passar minha experiência também. Espero que continue assim, principalmente com os resultados positivos, o que ajuda bastante também. Temos uma família aqui no Botafogo e o primeiro objetivo é sempre o clube e depois os objetivos pessoais de cada um. Espero manter isso por muito tempo - destacou o paraguaio.

Com seis pontos, o Botafogo divide a liderança do Grupo A com o Barcelona de Guayaquil, rival desta quinta-feira, no Estádio Monumental Isidro Romero Carbo, no Equador. Confronto direto, difícil e que pode deixar um dos clubes ainda mais perto das oitavas de final.

- É um jogo importante contra o Barcelona de Guayaquil. Temos o mesmo número de pontos e queremos uma vitória para liderarmos o grupo. Sabemos que uma vitória aqui praticamente nos classifica para as oitavas, além de nos deixar mais tranquilos para jogarmos em casa, jogando a pressão para os outros times que terão de procurar os pontos para classificarem. Vamos buscar fazer um jogo inteligente na quinta-feira, aproveitando os nossos momentos na partida para conseguirmos a vitória ou pelo menos um ponto - encerrou Gatito.

Marcos Silva