notícia

Vasco 2 x 0 Botafogo

Fogão volta seu foco para a Libertadores e para semifinal do Carioca
Atualizado em 16-04-2017, 18h00

 

 


Com time praticamente reserva, em meio a série de viagens, o Botafogo fez jogo duro, até mesmo com um a menos, e só foi derrotado no fim pelo Vasco, por 2 a 0, neste domingo, no Estádio Nilton Santos.

Após a decisão da Taça Rio, o Glorioso volta sua concentração para a Conmebol Libertadores Bridgestone (quinta enfrenta o Barcelona-EQU) e para a semifinal do Campeonato Carioca (contra o Flamengo no próximo domingo).

O JOGO

Ainda que com boa parte de seus titulares na Colômbia, o Botafogo começou melhor o jogo e teve duas boas chances. Aos 4 minutos, Gilson foi ao fundo e cruzou, Sassá subiu muito e cabeceou para fora. Aos 7, na melhor oportunidade, Leandrinho colocou na área, Renan Fonseca ajeitou, a zaga parou e Rabello, livre, cabeceou para defesa de Martín Silva.

O Vasco, que havia ameaçado em chute de Luis Fabiano por cima, melhorou um pouco no jogo e começou a arriscar. Henrique (por cima), Andrezinho e Douglas (defesas de Helton Leite), tentaram sem sucesso.

À esta altura, o Botafogo tinha mais volume de jogo, mas pouco poderio ofensivo, contra um Vasco bem recuado. A bola quase não chegava a Sassá. Quem mais buscava era Guilherme. Em seu melhor lance, clareou pela esquerdo e cruzou, Bruno Silva cabeceou e Martín espalmou para escanteio.

Na etapa final, ainda com a partida em ritmo morno, o Botafogo assustou com chute de Guilherme por cima e finalização de Sassá que desviou e ficou para o goleiro. Do outro lado, Luis Fabiano cabeceou uma sobre o gol.

A arbitragem apareceu ao errar em marcar falta em roubada limpa de Gilson no campo ofensivo, que poderia gerar um bom ataque. Pouco depois, Marcelo foi expulso por receber o segundo cartão amarelo. O Botafogo, que já havia perdido Leandrinho por lesão, teve de recompor com Fernandes no lugr de Guilherme.

Vez de o Vasco se lançar ao ataque. Aos 30, Nenê cruzou, Helton Leite espalmou e Luis Fabiano mandou de bicicleta para fora. O Glorioso não desistia e era valente. Aos 32, Gilson cobrou falta para a área e Bruno Silva obrigou Martin Silva a fazer mais uma boa defesa.

Por falar em goleiro, Helton Leite fez um milagre aos 36. Após cruzamento, Douglas entrou livre, cabeceou no canto e parou no camisa 1 alvinegro. No rebote, Luis Fabiano jogou para fora. O Botafogo respondeu em boa arrancada de Gilson, que tocou para Sassá ganhar de Rodrigo, mas ser deslocado. A torcida pediu falta, o árbitro mandou seguir.

Até que, no fim, o Vasco achou a vitória. Após escanteio e bate-rebate, Douglas abriu o placar. Já nos acréscimos, Luis Fabiano deu números finais à partida.

Bola para a frente, Fogão, que quinta tem Conmebol Libertadores Bridgestone!

GALERIA DE FOTOS (Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

 

BOTAFOGO: Helton Leite, Marcelo, Renan Fonseca, Igor Rabello e Gilson; Dudu Cearense, Bruno Silva, Matheus Fernandes e Leandrinho (Pachu); Guilherme (Fernandes) e Sassá (Vinicius Tanque). Técnico: Jair Ventura.

Danilo Santos