notícia

A Palavra do Presidente

Carlos Eduardo Pereira envia mensagem aos associados do Clube
Atualizado em 14h56, 16:12

Caros Associados,
 
Com grande alegria vimos cumprimenta-los ao término de mais um ano de gestão, dividindo com vocês a satisfação das conquistas alcançadas e renovando as esperanças e o compromisso para o próximo ano de 2017.
 
Quando me perguntam sobre o BOTAFOGO de hoje me vem à mente estas duas palavras e a força do significado que traduzem: TRANSFORMAÇÃO e ASCENSÃO.
 
Quase tudo no BOTAFOGO é inesperado e surpreendente. De moribundo à concorrente dos primeiros postos. Do desespero ao entusiasmo (quase eufórico). Nosso BOTAFOGO vive, desde o final de 2014 uma gangorra, de sentimentos e situações que mexem ainda mais com nossa paixão.
 
E o que isto tem a ver com a gestão do Clube?  Absolutamente, tudo.
 
Nos primeiros acordes de 2016 estávamos mudando de elenco, pois, afinal, voltávamos ao nosso lugar de origem – a Série A – e precisávamos soerguer nosso GLORIOSO. Então, surge o primeiro obstáculo – recursos. Como montar um elenco que pudesse orgulhar nosso torcedor e fazer jus às nossas melhores tradições, sem dinheiro para investimentos?
 
Esta pergunta não tem uma única resposta.  A força do trabalho somada à competência dos profissionais do futebol, decisões felizes, apostas conscientes, vontade de vencer e dar certo, enfim, uma dose de sorte e otimismo para garantir o sucesso.
 
A Arena BOTAFOGO foi uma dessas felizes decisões.  Podia ter dado tudo errado, mas não deu. Com um lugar para jogar, perto de nossa torcida e permitindo uma logística racional, alcançamos 75% de aproveitamento no segundo turno. Tínhamos uma casa. Nosso caldeirão.
 
E foi assim que, mesmo tropeçando no primeiro turno do Campeonato Brasileiro e considerado rebaixado por alguns comentaristas, cá estamos, como quinto melhor Clube de Futebol do Brasil e com a vaga assegurada para disputar a Pré Libertadores da América.
 
Importante destacar outras conquistas de grande relevância:
 
- Na nossa base, são várias as conquistas, em especial o inédito título de Campeão Brasileiro Sub-20.
- No Remo, mantivemos a estrutura vencedora e ampliamos, resultando no inédito Tetra Campeonato Carioca.
- No Jurídico e Financeiro, conseguimos, depois de muitas décadas, que o clube obtivesse todas as CNDs (Certidões Negativas de Débitos), facilitando o trabalho de nosso comercial e marketing para a bem-sucedida negociação de patrocínio com a Caixa Econômica Federal.
- Nos Esportes Olímpicos, vários títulos foram conquistados nas mais diversas categorias, incluindo os inéditos campeonatos de polo aquático masculino da Liga Nacional e Sul-Americana.
- No administrativo e social, além das melhorias em nosso Palacete Colonial, uma série de eventos e novas atrações para os sócios e seus familiares, em especial para as crianças, têm dado uma movimentação diferente em nossa sede social. Além, é claro, das melhorias em sua estrutura, como os recém-inaugurados vestiários masculino e feminino.
- Nosso Centro de Memória foi completamente revitalizado e hoje é um dos mais belos e completos do Brasil.
- No patrimônio e estádios, o bem-sucedido projeto “Arena Botafogo”, foi fundamental para a classificação para a Libertadores de 2017.
 
Não vamos nos iludir e achar que quando as coisas dão certo é porque não precisam melhorar.  Nada disso.  Mas deixemos o pessimismo de lado e vamos trilhar nosso caminho por uma via menos íngreme e mais ensolarada.
 
Recuperar a autoestima de nossa torcida era um dos objetivos dessa gestão e avalio que estamos alcançando nossa meta. O estrago foi grande e leva-se um tempo (razoavelmente longo) para colher os frutos de um trabalho sério, honesto e transparente, mas que depende, fundamentalmente, de bons resultados no futebol.
 
Sim, nós botafoguenses devemos ser otimistas.
 
Não porque estamos nadando em dinheiro, mas porque estamos conseguindo superar os obstáculos e recuperar nossa credibilidade no mercado, mesmo com todas as dificuldades financeiras que ainda enfrentamos.
 
Não porque não vamos ser rebaixados este ano, mas porque voltamos para a Série A com autoridade de Campeão Brasileiro da Série B, mostramos nosso valor e o peso de nossa camisa e encerramos o Campeonato Brasileiro da Série A de 2016 como quinto colocado, conquistando uma vaga para disputar a Pré Libertadores de 2017.
 
Não porque estamos contratando supercraques da “Champion League”, mas porque temos um elenco competitivo que se torna “herói em cada jogo” e nos faz ter orgulho de novo.
 
Amamos o BOTAFOGO e por isso somos uma Diretoria Amadora. Somos “aqueles que se dedicam a uma arte ou ofício por prazer, sem fazer destes um meio de vida”.
 
Muitas coisas ainda precisam ser feitas.  Ainda temos feridas cicatrizando, mas já sabemos os remédios. Cada degrau que subimos pode nos abrir as portas para outras oportunidades.  Estamos nos esforçando para chegar no topo sem olhar para baixo. Não se resgata os valores perdidos de uma única vez. Paciência, compreensão, respeito, competência e muito amor pelo nosso BOTAFOGO.
 
Já mostramos que nosso amadorismo pode nos levar a sonhar alto e que somos capazes de apostar e de dar certo e o apoio de nossos associados e da nossa torcida é nosso maior “reforço” para enfrentarmos os desafios de 2017.
 
A Diretoria do BOTAFOGO deseja a todos um feliz Ano Novo, repleto de paz, saúde e prosperidade.
 
SIGAMOS JUNTOS E QUE VENHA 2017 !!!
 
Saudações Alvinegras
 
Carlos Eduardo Pereira
Presidente
Botafogo de Futebol e Regatas