notícia

Falta pouco

Victor Luis relembra volta por cima e quer Libertadores por fim de ano especial
Atualizado em 23-11-2016, 12:41

Um jogo importante para coroar a arrancada alvinegra no Campeonato Brasileiro. O time, que já foi último colocado, hoje briga por uma vaga na Libertadores e terá a Ponte Preta pela frente, sábado, às 20h, na Arena Botafogo. Os ingressos estão sendo comercializados com preços promocionais e o momento é de fechar a corrente entre time e torcida pelo objetivo final.

- Conversamos todos os dias e o fato de estarmos brigando lá em cima só ocorreu por nos unirmos. Muitos duvidaram da equipe, diziam que uma vaga do rebaixamento era certa do Botafogo. Hoje estamos provando o contrário e não para eles, mas para nós. Nós todos sabemos lidar com isso e vamos fazer o nosso melhor para conseguir o nosso grande objetivo que é a Libertadores - disse o lateral-esquerdo Victor Luis.

Suspenso no jogo contra o Palmeiras, Victor volta a equipe diante da Ponte Preta. O jogador falou sobre a ida do time ao CEFAT, Centro de treinamento em Várzea das Moças, Niterói. Para o atleta, dias fundamentais para concentrar o máximo possível.

- Isso era uma coisa que já estava definida e não viemos para cá somente depois da derrota. Não é um castigo, mas sim uma coisa positiva para nós. Faltam dois jogos, é o momento de darmos o nosso máximo. Na realidade o nosso campeonato foi feito de decisões. Passamos por momentos difíceis e hoje brigamos por coisas maiores que a permanência. O time está leve e nada nos atrapalha. Vamos buscar essa vaga na Libertadores - frisou.

Confira os principais trechos da entrevista coletiva de Victor Luis no CEFAT:

COM CALMA

- É jogo diferente. Claro que sabemos que não estão brigando pela vaga e vamos bem tranquilos. Não adianta nos lançarmos de uma vez e acabar sofrendo gols. Temos que correr bastante e nos doarmos o tempo todo. Creio que a Ponte irá nos respeitar e temos que pensar no nosso jogo, não no deles.

CLIMA DESCONTRAÍDO

- Aqui é só risada. Ainda bem que não existe uma intriga... Ficar aturando o Sassá e o Neilton é a parte difícil do dia(risos).

CONFIANÇA NOS ATACANTES

- Na melhor hora eles vão aparecer novamente. Foram muito importantes nas partidas que vencemos. Muitos falam só de quem fez o gol, mas não lembram dos piques para ajudar na marcação. Sabemos do potencial deles para decidir as partidas.

IDA AO CEFAT

- Já tinha vindo pra cá e em São Paulo costumo muito ir para o sítio. Estou bem adaptado, aqui é legal e tira o foco de outras coisas. Só coisas positivas para a equipe. A saudade da família é normal, mas é um sacrifício extremamente bom. Tenho certeza que uma vitória contra a Ponte dará uma alegria maior para eles.

TORCIDA POR JEFFERSON

- Quando se fala de lesão é muito difícil. Sempre nos colocamos no lugar de quem está passando por isso. É a pior coisa que tem. Ficar fora dos gramados e tirar essa nossa rotina de treinamentos. Nossa torcida pelo Jefferson é muito grande e todos estão em oração por ele. É um cara muito positivo e que não passa isso para a equipe. Nossa torcida é para que volte o mais rápido possível.

DISPUTA COM DIOGO BARBOSA

- Essa disputa é normal, mas é melhor deixar para que o professor segure essa bomba(risos). Se for o Diogo ou eu, que possamos fazer um excelente jogo e alcançarmos o nosso objetivo principal. Quando estamos jogando juntos eu prefiro deixar ele atacar mais, é um cara mais agudo e fico mais na marcação. Prefiro quando jogamos juntos, nos entendemos bem.

JOGO DE DETALHES

- Não sei se é isso, se encontraram o jeito de enfrentar o Botafogo. No fim do campeonato as equipes já estão mais cansadas e temos que pensar que faltam dois jogos para valer todo sacrifício do ano. Também existe a ansiedade para consolidarmos os nossos objetivos, temos que conter isso e manter a tranquilidade.

RENOVAÇÃO

- Por enquanto não houve evolução por conta do campeonato ainda não ter sido decidido. Essa conversa ficará para o fim e estou torcendo para que as coisas se resolvam logo. Quero continuar jogando como titular e se for para voltar para jogar, vou de sorriso aberto. O jogador precisa disso. Pelo que todos estão acompanhando eles me pediram de volta e vamos ver o que vai acontecer.

Confira a galeria de fotos do treino desta quarta-feira nas imagens de Vítor Silva/SSPress/BFR

 

Marcos Silva