notícia

Boafogo 0 x 1 Unión Española

Definição da classificação para as oitavas fica para a última rodada
Atualizado em 02-04-2014, 21h42

Não faltou vontade, determinação ou apoio. Com o incentivo de mais de 40 mil botafoguenses, o Botafogo tentou do início ao fim, mas perdeu por 1 a 0 para a Unión Española devido a um pênalti duvidoso. O Glorioso segue com 7 pontos e buscará a classificação na última rodada, contra o San Lorenzo, na Argentina, no dia 9.

O JOGO

Nas arquibancadas, a torcida compareceu em bom número e fez outro espetáculo, com direito a um belíssimo mosaico "Somos Um Só", apoiado pela Puma. Dentro de campo, contagiados pelo apoio, os jogadores pressionaram desde o início. Logo aos 3, a bola sobrou para Dória finalizar na área e Sanchez pegar.

O Botafogo sufocava o adversário em seu campo de defesa, com boas jogadas, descolamento e cruzamentos, tentando de todas as formas chegar ao gol. De fora da área, Jorge Wagner arriscava chutes perigosos. Por cima, Bolatti cabeceou para fora aos 24, após cruzamento de Lucas. Pelo chão, Wallyson recebeu belo lançamento de Lodeiro, mas o goleiro saiu bem da área para cortar.

Além do adversário, o Botafogo tinha que superar o excesso de faltas, que não foram punidas com rigor pela arbitragem. Muito caçado, Lodeiro aparecia bem no jogo e teve duas chances batendo colocado, uma defendida pelo goleiro e outra rente á trave, aos 45. Em outra boa oportunidade, Wallyson recebeu cruzamento da direita, tocou de cabeça para o meio, mas Sanchez pegou.

Na etapa final, o time alvinegro voltou com tudo e tentou seu gol logo no início. Henrique de cabeça e Jorge Wagner, dividindo com o zagueiro, tiveram boas chances. Mas a melhor foi mesmo de Henrique aos 6, quando a bola sobrou livre dentro da área. Porém, o chute forte e o rebote de Jorge Wagner pararam no goleiro.

Já com Ronny no lugar de Henrique, o Botafogo quase marcou aos 20, em cabeçada de Bolatti desviada pela zaga para fora. Porém, o castigo veio aos 25, em um pênalti duvidoso marcado pelo árbitro e convertido por Canales.

O Botafogo ainda insistiu até o fim, ameaçou com chutes de longe, mas não conseguiu o empate. A definição da classificação ficou para a última rodada.

BOTAFOGO:
Jefferson, Lucas, Bolívar, Dória e Julio Cesar (Renato); Marcelo Mattos (Daniel), Bolatti, Jorge Wagner e Lodeiro; Wallyson e Henrique (Ronny). Técnico: Eduardo Hungaro.

Danilo Santos