notícia

Bem melhor

Sassá cita equipe guerreira contra o Galo e vê evolução do Botafogo no Brasileirão
Atualizado em 01-07-2016, 17:18

O resultado negativo diante do Atlético Mineiro não era o objetivo de ninguém no Botafogo, que lutou diante de um adversário qualificado e de um Mineirão lotado, mas acabou derrotado por 5 a 3 num jogo movimentado. Autor de um dos gols, o atacante Sassá chegou ao seu quinto tento no Brasileirão e assumiu a artilharia da equipe na temporada e na competição.

- No meu ponto de vista fizemos um grande jogo e infelizmente desligamos no primeiro tempo, o que foi fundamental para a derrota. No segundo tempo a gente buscou, batalhou e tivemos chances de igualar um pouco o placar, mas infelizmente não aconteceu - lamentou Sassá.

Recuperado da lesão no joelho que o afastou dos gramados em seu melhor momento, Sassá passou um bom tempo no estaleiro, mas voltou novamente com faro de gol. O atacante falou dos cuidados necessários para que seu desempenho não caia nas partidas.

- Infelizmente eu tenho que ter um cuidado especial depois daquela lesão que tive. Aprendi que tenho que ser mais profissional e levar mais a minha carreira a sério. Estou focado na alimentação, preparação e descanso para que eu tenha uma boa sequência nesse ano - destacou.

Uma das armas do ataque de Ricardo Gomes, Sassá valorizou o trabalho do treinador e acredita que o Botafogo vai reverter o cenário atual na competição nacional.

- Jogamos num time grande, com uma camisa de peso e para nós não tem essa de adversário. Temos que jogar bem e partir pra cima. Confiamos no trabalho do Ricardo. No começo da competição as coisas não estavam acontecendo e agora estamos mostrando uma evolução. Vamos buscar novamente a vitória para crescermos mais ainda na competição - acredita.

Se o ataque era questionado por não fazer gols, isso não acontece mais. E Sassá já havia falado sobre a questão em outra entrevista. O atacante entendia o período sem gols da linha de frente como uma má fase e já vê o setor novamente nos trilhos.

- Numa coletiva aqui eu falei que era uma fase que o ataque vivia, que ia passar. A gente trabalha muito e creio nisso, que com fé em Deus e muito trabalho as coisas acontecem. Sempre que jogo com o Neilton eu falo para ele que alí na frente não podemos ter vaidade. Quem estiver melhor colocado tem a preferência. Aqui no Botafogo não tem essa. Tivemos gols do Ribamar com o Neilton e meus com ele também - elogiou.

O próximo desafio do Botafogo no Campeonato Brasileiro será diante do Santa Cruz, domingo, em Juiz de Fora. Sassá considera a partida muito importante diante de uma adversário direto do Alvinegro.

- Comentei que esse jogo é de vinte pontos. Não podemos bobear e temos que entrar decididos para buscar a vitória. Uma coisa é certa: não seremos rebaixados. Nosso time é trabalhador e logo logo vamos encontrar o nosso equilíbrio na competição - encerrou.

Marcos Silva