notícia

Vasco 1 x 1 Botafogo

Com boa campanha, Fogão termina Carioca no segundo lugar
Atualizado em 08-05-2016, 18h00

 

 

Em campo, só é possível ter um campeão, foi o adversário, com um empate em 1 a 1 entre Botafogo e Vasco neste domingo, no Maracanã. Mas esse time também é CAMPEÃO! Começou desacreditado, cheio de jovens, fez boa campanha, venceu clássicos e endureceu na final. Merecia melhor sorte, mas assim é o futebol. O Fogão abriu o placar com Leandro e sofreu o gol de empate com Rafael Vaz.

Agora, o Botafogo volta suas atenções para a Copa do Brasil (jogo quinta-feira contra o Juazeirense-BA) e para a estreia no Campeonato Brasileiro (domingo contra o São Paulo, em Volta Redonda).

O JOGO

O equilíbrio marcou o primeiro tempo. O Botafogo tentou tomar a iniciativa, por precisar reverter a vantagem, enquanto o Vasco segurou o jogo. Assim, nada de gol.

Aos 2, Gegê recebeu lançamento longo de Jefferson, avançou pela esquerda e bateu cruzado, para defesa de Martín Silva. Na sequência, o auxiliar errou duas vezes contra o Botafogo em lances perigosos, apontando saída de bola (não houve) e impedimento inexistente quando Salgueiro entrava livre.

O Vasco só ameaçava com Riascos, em um chute sem força e outro por cima, quando o Botafogo perdeu Diogo, por lesão. Diego entrou, com Luis Ricardo indo para a esquerda. Nesse meio tempo, com um a menos, Rodrigo Lindoso fez jogada bonita, arrancou pelo meio e tentou de cobertura de muito longe, mas por cima.

Ao passo em que o Vasco cozinhou a partida durante um bom tempo, o Botafogo voltou a assustar antes do intervalo. Primeiro com passe de Salgueiro para Gegê, na área, mas Julio Cesar conseguiu cortar. Depois com uma bomba de Bruno Silva, aos 42, que Martin Silva espalmou em uma grande defesa.

No segundo tempo, o jogo abriu. Em boa trama coletiva, Diego chegou ao fundo pela direita e cruzou na medida para Leandro subir bonito e marcar, aos 5! Vasco 0 x 1 Botafogo! E muita festa da torcida do Fogão.

Leandro fez o gol do Botafogo e teve boa atuação

Porém, a vantagem durou pouco. O mesmo auxiliar que errou duas vezes contra o Botafogo no primeiro tempo apontou falta inexistente de Emerson Silva em Madson. Na cobrança, Nenê cruzou na área e Rafael Vaz cabeceou para a rede, aos 11, empatando o jogo.

A igualdade no placar, na verdade, era vantagem para o Vasco por ter vencido a outra partida. Então, o Botafogo foi para o ataque, com Luis Henrique no lugar de Salgueiro. O atacante fez boa jogada pela direita, aos 17, tentou duas vezes rolar para o meio, mas Rodrigo cortou.

Aos 20, Luis Ricardo fez tudo sozinho pela esquerda, arrancou, driblou, travou e bateu forte, mas Martín Silva pegou. Já aos 23, Gegê recebeu de Diego na área, ajeitou e finalizou de direito, muito perto.

Melhor opção ofensiva do Botafogo no jogo, Leandro sentiu o desgaste e teve de ser substituído, para a entrada de Neilton. O Fogão tentou em chutes de longe com Gegê e em cruzamentos na área. O Vasco passou a segurar ainda mais, com demora na reposição, goleiro e jogadores caindo... Tudo para não ter mais jogo. E conseguiu.

GALERIA DE FOTOS (Satiro Sodré e Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

 

BOTAFOGO: Jefferson, Luis Ricardo, Joel Carli, Emerson Silva e Diogo (Diego); Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Leandro (Neilton) e Gegê; Salgueiro (Luis Henrique) e Ribamar. Técnico: Ricardo Gomes.

Danilo Santos