notícia

Fator casa

Eduardo Húngaro ressalta comunhão com a torcida e vê time no clima da Libertadores
Atualizado em 17-03-2014, 18h03

O Botafogo, líder do Grupo 2 da Copa Bridgestone Libertadores e dono do maior público da competição, terá diante do Independiente del Valle, terça-feira, no Maracanã, a oportunidade de abrir vantagem na liderança com o apoio do seu torcedor. Confira os principais trechos da entrevista coletiva concedida pelo treinador Eduardo Húngaro após o treino desta segunda-feira, no Stadium Rio.

Condição dos gramados na Libertadores

"Atuamos em condições bastante adversas, principalmente no último jogo. Mas isso é a Libertadores. A lição mais importante é que temos um time equilibrado e acostumado com essas situações. Acho que o futebol tinha que ter como exigência em qualquer competição um tapete sempre igual. A Copa do Mundo, por exemplo, terá o mesmo padrão de campo. Jogando no Maracanã não teremos o mesmo problema do Equador".

Substitutos de Bolívar e Edílson, ambos suspensos

"Estamos preparados.Todos os dois jogadores que vão entrar estão com ritmo de jogo e tenho certeza que farão um bom jogo. O Lucas não treinou no campo por precaução, mas a informação que temos é que ele está à disposição para o jogo. O Dankler está confirmado na vaga do Bolívar".

Apoio da torcida


"A torcida vai nos apoiar e estará junto conosco como esteve contra o Deportivo Quito e o San Lorenzo. Certamente teremos o apoio do torcedor e uma bela festa".

Projeto Libertadores


"O planejamento nos deu esta condição e não perdemos nenhum jogador por lesão ou cansaço.Tudo foi feito para que tivéssemos condições totais para jogar estas partidas decisivas sem preocupações. Não temos problemas com nosso planejamento e o que se critica, com justiça, são os resultados que não foram alcançados no Estadual. Lembrando que esta equipe da Libertadores somou oito pontos no Estadual, o que é uma média para figurar no G-4".

Espírito da equipe


"O Bolívar, por exemplo, julga a fase de grupos como a mais difícil da Libertadores e conversamos muito que temos que encarar este momento como o mata-mata. Vencemos o San Lorenzo em casa, empatamos na casa do Unión Española e infelizmente não conseguimos vencer no Equador. A Libertadores pune os erros e o grupo tem entendido a competição. Lideramos a chave e temos que considerar alguns aspectos. Vamos aproveitar o fator casa e a motivação da nossa torcida para fazer um jogo simples e organizado em busca da vitória. Pelo equilíbrio do grupo, acredito que a classificação será decidida na última rodada".

Reencontro com a torcida no Maracanã


"Nosso grupo é naturalmente motivado e estar na Libertadores representando o Botafogo nos motiva ainda mais. A magia, o clima que envolve o jogo decisivo. É muito difícil ganhar do Botafogo com o apoio da sua torcida. Vamos deixar tudo em campo para garantir esta classificação".

Confira as melhores imagens de Luciano Belford / SS Press / BFR do treino!


Provável Escalação: Jefferson; Lucas, Dankler, Dória e Júlio César; Marcelo Mattos, Gabriel, Jorge Wagner e Lodeiro; Wallyson e Ferreyra.

Marcos Silva