notícia

Boavista 2 x 1 Botafogo

Com o foco na Libertadores, Fogão vê Zeballos marcar primeiro gol no clube
Atualizado em 15-03-2014, 18h01

Sem chances de classificação no Estadual e com foco na Libertadores, o Botafogo jogou com o Boavista neste sábado podendo observar e dar ritmo a jogadores. A derrota por 2 a 1, em Saquarema, não muda a situação do Glorioso, que se prepara para o duelo com o Independiente Del Valle (EQU), terça-feira, no Maracanã. De positivo, fica o primeiro gol de Zeballos pelo clube.

O JOGO


Com o time principal se preparando para a Libertadores, o Botafogo pôde fazer observações e mudar sua equipe no Carioca, dando oportunidade a outros jogadores. Um destes era Zeballos, que teve boa atuação e foi quem mais arriscou. De cabeça após cruzamento de Junior Cesar e em cobrança de falta, mandou por cima. Aos 11, aproveitando rebote, bateu colocado para Getúlio Vargas espalmou.

O jogo mais leve e sem a pressão de classificação tornava a partida mais técnica, de posse de bola e chances para os dois lados. Fabiano, Gegê e Dedé arriscaram de fora da área, sem sucesso. Do outro lado, Renan aparecia bem em finalizações de Gilcimar, Thiago Silva e André Luis. Porém, nada pôde fazer quando Jéferson clareou na entrada da área e bateu bem no canto, para abrir o placar, aos 35.

Em desvantagem, o Botafogo voltou para o segundo tempo com Cidinho no lugar de Henrique.  Sidney, que havia entrado na vaga de Fabiano, machucado, foi achou o caminho do empate aos 6, ao roubar bola, invadir a área e sofrer pênalti de Bruno costa. Zeballos cobrou com precisão e marcou seu primeiro gol no clube. Boavista 1 x 1 Botafogo!

O Botafogo quase virou o jogo aos 15. Foi quando Cidinho recebeu na entrada da área, driblou o marcador e bateu rente à trave, no que seria um golaço. Outra chance veio aos 33, com Junior Cesar batendo falta, a bola desviando e passando perto.

Já o Boavista, em contra-ataques, tinha em Jéferson sua principal arma. No duelo pessoal com Renan, o goleiro foi bem ao espalmar duas finalizações de fora da área. Mas nada pôde fazer quando o meia acertou o ângulo direito, aos 35, dando a vitória ao time da casa.

GALERIA DE FOTOS (Luciano Belford / SS Press / BFR)




BOTAFOGO: Renan, Alex, Mario Risso, Matheus e Junior Cesar; Bolatti, Dedé (Daniel), Fabiano (Sidney) e Gegê; Zeballos e Henrique (Cidinho). Técnico: Eduardo Hungaro.

Danilo Santos