notícia

Começo do trabalho

Ricardo Gomes vê time pronto para a estreia no Estadual e quer equipe raçuda em campo
Atualizado em 29-01-2016, 12:22

A trajetória do Botafogo no Estadual começará nesse sábado, às 17h, diante do Bangu, em São Januário. Com um elenco completamente mudado em relação ao ano passado, o treinador Ricardo Gomes vive o momento de unir as virtudes dos novos comandados e ajustar da melhor maneira possível para uma boa estreia. O treinador vê o time pronto para a partida inicial.

- Estamos pronto para a estreia. Fizemos uma pré-temporada muito carregada no Espírito Santo e a expectativa é de uma boa estreia no campeonato. Claro que não estamos totalmente prontos, mas para a estreia sim. Acho que as coisas estão acontecendo e o elenco ainda não está fechado. São bons jogadores, mas precisamos de mais experiência, principalmente na frente. É apenas o início do trabalho e tem que ter muita criatividade para que a gente encontre a melhor maneira de jogar - disse Ricardo Gomes.

Confira os principais trechos da entrevista coletiva de Ricardo Gomes no CT João Saldanha:


NOVO MOMENTO NO COMANDO

- Tem prós e contras como tudo na vida. Quando eu cheguei o time estava na liderança, mas com déficit de gols. Isso foi corrigido. Agora temos que montar uma nova equipe... Temos que ter paciência entre nós, o torcedor paga e quer o time jogando bem. Temos a responsabilidade de encontrar atalhos.

DIFERENÇA PARA OS RIVAIS

- A diferença do Botafogo para os outros três rivais é a grande mudança de jogadores. Temos os três com a base mantida e estamos um pouco atrás. Mas isso vai durar duas ou três rodadas para normalizar.

A TRADIÇÃO DO FUTEBOL

- O passado do Botafogo é de grandes jogadores e é isso que a torcida quer. Temos alguns jogadores um pouco desconhecidos e não temos a força financeira dos anos anteriores. Infelizmente é assim e vamos trabalhar para que o time aconteça e corresponda a expectativa da torcida.

DE OLHO NO BANGU

- Nós temos um bom setor de análise de desempenho, que serve para nós e para analisar os adversários também. Espero que a minha escolha prevaleça sobre o Bangu. Para ter um Botafogo no ataque e um Bangu na defesa é necessário dominar o jogo. Isso será uma boa estreia e vamos ver se a gente consegue.

RAÇA PARA CATIVAR A TORCIDA

- A torcida que pagou o ingresso quer o melhor futebol. Além dos jogadores nós temos funcionários e esse ambiente contamina para o bem e para o mal. Se você tentar administrar a torcida vai se ferrar. Temos que deixá-los e jogar bem. Não fez? Segura a pressão. Contratamos jogadores jovens e isso é o Botafogo. Não vai mudar. Temos que pedir o apoio e ter um time raçuco. Assim a torcida apoia. Claro que a história do clube pede qualidade, mas não será da noite para o dia.

VONTADE SEM ESQUECER DA TÉCNICA

- A raça é muito mais a parte psicológica, um jogador que acredita em todas. No trabalho a busca é pela qualidade de jogo. Isso que vai fazer o torcedor ter paciência.

ATUAR EM SÃO JANUÁRIO


- São Januário é um bom campo, conheço bem o estádio. Essa troca de Bangu para São Januário foi boa. A primeira boa notícia do ano.

Confira a galeria de fotos do treino desta sexta-feira nas imagens de Vítor Silva/SSPress/Botafogo



Marcos Silva