notícia

CRB 2 x 1 Botafogo

Fogão perde fora de casa e segue com 36 pontos na Série B
Atualizado em 28-08-2015, 23h01

O Botafogo criou no primeiro tempo, teve chances, mas o CRB que foi efetivo. O time alagoano aproveitou suas oportunidades e venceu por 2 a 1, nesta sexta-feira, no Estádio Rei Pelé. O Alvinegro segue com 36 pontos e tem como próximo adversário o Atlético-GO, terça, no Estádio Nilton Santos.

O JOGO

Em um primeiro tempo movimentado e cheio de chances de gol (principalmente para o Botafogo), melhor para o CRB, que aproveitou suas oportunidades para abrir vantagem. O jogo começou com o time alvinegro parecendo estar em casa. Neilton tentou entrar driblando e só parou no goleiro, depois pegou sobra de escanteio e mandou de canhota para fora. Aos 7, Carleto chegou pela esquerda e cruzou bem, mas Juliano saiu bem para cortar. No minuto seguinte, após rebatida de Renan Fonseca, Neilton tinha liberdade, porém a bola escapou um pouco no domínio e foi para o goleiro.

O domínio territorial era do Botafogo, que teve seu lance mais claro para abrir o placar  aos 16. Elvis fez cruzamento bonito, com efeito, da direita, Navarro subiu muito e cabeceou forte, só que Juliano fez grande defesa.

Quando parecia que era questão de tempo para o Botafogo marcar, foi o CRB que achou seu gol. Isac se enroscou com Giaretta e desabou, o árbitro foi na dele e marcou o pênalti duvidoso. Na cobrança, Cañete deslocou Helton Leite para fazer 1 a 0, aos 22.

O Botafogo não aproveitou a chance de empatar quando Carleto cruzou na medida e Elvis cabeceou, livre, para fora. Para piorar, sofreu o segundo gol aos 26, com Isac escorando após boa jogada feita pelo lado esquerdo.

Sem desanimar, o Glorioso reagiu e voltou ao jogo aos 30. Foi quando Elvis achou Neilton pela esquerda para entortar seu marcador e bater sem chances para Juliano. CRB 2 x 1 Botafogo.

O empate podia sair ainda na etapa inicial. Thiago Carleto arriscou de longe e o goleiro adversário jogou para escanteio. Na cobrança, Daniel Carvalho bateu e Willian Arão cabeceou por cima. Contudo, o meia sentiu dores e teve de ser substituído, para a entrada de Sassá. O atacante, em um de seus primeiros lances, cruzou e Neilton finalizou com muito perigo, rente à trave, aos 42.

No segundo tempo, o ritmo diminuiu. O CRB conseguiu acertar a marcação e dificultar a criação do Botafogo. Chance mesmo só em bola que sobrou na área para cabeçada de Willian Arão e defesa de Juliano. Já o time da casa chegou com perigo aos 23, quando Cañete enfiou para Peri invadir área e bater forte para defesa salvadora de Helton Leite.

Ricardo Gomes colocou Diego Jardel no lugar de Elvis para dar mais gás no meio e tentar uma alternativa. Poderia ajudar o fato de CRB ter tido um expulso, quando Glaydson atingiu de forma forte Luis Ricardo. Porém, o time mandante conseguiu crescer e quase matar o jogo com Isac (por cima após bela jogada de Somália) e Gerson Magrão (finalização para fora).

O Botafogo teve uma grande oportunidade aos 39. Carleto cobrou falta da direita cruzado e Sassá, livre, cabeceou por cima. Em outro lance, Diego Jardel recebeu pelo meio e bateu, perto, mas errou o alvo. Não adiantou, o resultado não veio.

BOTAFOGO: Helton Leite, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Diego Giaretta e Thiago Carleto; Serginho, Willian Arão, Elvis (Diego Jardel) e Daniel Carvalho (Sassá); Neilton e Navarro. Técnico: Ricardo Gomes.

Danilo Santos