notícia

Nada perdido

Elvis vê Botafogo no rumo certo mesmo com revés e crê em evolução na competição
Atualizado em 23-08-2015, 16:52

O domingo foi quase perfeito para o Botafogo na abertura do returno da Série B. A rodada ajudou, a torcida lotou o Estádio Nilton Santos e fez uma bonita festa. Em campo, o Alvinegro se doou e ensaiou reações, mas acabou com o revés por 3 a 2 para o Paysandu. De volta ao time como titular, o meia Elvis falou do resultado que manteve o Botafogo na vice-liderança e afirmou que não tem nada perdido para a equipe na competição.

- Tivemos oportunidades e o goleiro deles também foi bem em algumas finalizações. Pecamos em algumas chances, eu mesmo fui infeliz em uma, quando driblei o goleiro e a bola acabou quicando na hora do chute. Sabemos que estamos no caminho certo e temos que seguir trabalhando. A Série B é isso e vamos encontrar algumas dificuldades no caminho, mas não podemos desistir. Temos que levantar a cabeça e agradecer o apoio da torcida, que está de parabéns. Infelizmente não fizemos a nossa parte e vamos ter que recuperar lá fora - disse o meia.

A derrota não estava no planejamento do Glorioso, que encerrou o primeiro turno da competição invicto no Estádio Nilton Santos. Elvis ficou chateado, mas acredita que a equipe, remontada após algumas saídas importantes, está evoluindo e no caminho certo para devolver o Botafogo à primeira divisão.

- A gente queria fazer essa campanha invicta em casa, mas sabíamos da dificuldade. Uma hora a derrota chegaria e acabou vindo hoje. Eu acredito que estamos no caminho certo e temos que seguir em frente. Temos que ficar no meio termo. Quando ganhamos não somos o melhor time, como quando perdemos não somos o pior. É continuar trabalhando porque na sexta-feira temos um jogo difícil fora de casa e temos que nos recuperar para continuar no G-4 - contou.

Elvis fez uma resumo da sua atuação como titular e, apesar de satisfeito por voltar ao time, frisou que o mais importante é o bem coletivo.

- O time perdeu e eu fiquei triste pra caramba com isso. O mais importante é o resultado da equipe e não o meu desempenho individual. Mas falando um pouco do Elvis, acredito que consegui movimentar bem e encontrar bons passes, mas faltou o gol. Quando ganha é o time todo e quando perde também. Achei que me faltou um pouco de ritmo ainda e isso eu vou ganhando ao longo dos jogos. Mas estou bem e só peço a Deus para não me machucar mais até o final do ano para dar o meu melhor - avaliou o camisa 11, incomodado com o resultado que impediu a liderança alvinegra.

O Botafogo volta a treinar na segunda-feira, às 15h, no Estádio Nilton Santos. Sem tempo para lamentar, o Alvinegro iniciará a preparação para o jogo contra o CRB, sexta-feira, às 21h, em Alagoas.

Marcos Silva