notícia

Botafogo 3 x 0 Criciúma

Com o apoio da torcida, Fogão fecha Campeonato Brasileiro no G-4
Atualizado em 08-12-2013, 18h57

Uma perfeita sintonia entre torcida e time, apoio das arquibancadas e vitória no campo. O Botafogo encerrou o Campeonato Brasileiro vencendo o Criciúma por 3 a 0 neste domingo, no Maracanã, e chegou a 61 pontos, na quarta posição. O Fogão garantiu vaga na Libertadores de 2014.

O JOGO

Partida decisiva e homenagens a Nilton Santos. A torcida do Botafogo entendeu o espírito e fez sua parte, ao comparecer em bom número no Maracanã e apoiar desde o início. O time também começou com tudo, tentando a sonhada vaga na Libertadores.

Aos 5 minutos, Edílson teve oportunidade em cobrança de falta, mas soltou a bomba para fora. Aos 8, saiu o gol. Em falta pela direita, Lodeiro cobrou direto, a bola desviou e entrou. Botafogo 1 x 0 Criciúma!

O Criciúma, que entrou no jogo brigando contra o rebaixamento, até esboçou uma reação, mas ficou apenas em uma boa finalização de João Vitor que Jefferson fez ótima defesa para mandar para escanteio, aos 12. O Botafogo tinha maior volume e quase ampliou. Após lateral, Rafael Marques ajeitou de cabeça, Seedorf invadiu a área, protegeu, mas finalizou para fora.

O segundo gol também poderia ter saído aos 35. Edílson puxou contra-ataque, avançou e bateu forte para o goleiro espalmar e Elias mandar para a rede no rebote. Entretanto, havia impedimento. Se acertou neste lance, a arbitragem errou ao dar apenas cartão amarelo para Serginho, que agrediu Seedorf com um chute. Na última chance do primeiro tempo, Julio Cesar foi ao fundo e rolou para Lodeiro, livre, finalizar sobre a zaga.

Na etapa final, o Criciúma ameaçou em um chute de longe de Bruno Renan, mas Jefferson estava lá para espalmar. No minuto seguinte, aos 5, Lodeiro puxou o contra-ataque, driblou João Vitor e foi derrubado. Cartão vermelho para o adversário e festa da torcida alvinegra.

Poderia ficar melhor. Na cobrança da falta, Edílson bateu bem, Galatto desviou e a bola explodiu no travessão. Aos 9, o lateral lançou Rafael Marques, que ajeitou de peito para Julio Cesar entrar na área e chutar cruzado, com muito perigo.

Com um a mais e controle do jogo, o Botafogo ia se aproximando do segundo gol. Aos 14, Gabriel achou Seedorf na área, Galatto espalmou e Elias, impedido, completou. Outra vez, o lance foi anulado. O atacante também arriscou de fora da área, de esquerda, e parou no goleiro.

De tanto insistir, Elias merecia o seu gol. Que, enfim, saiu aos 22! Edílson cobrou falta na barreira, Dória ganhou o rebote, soltou a bomba para Galatto espalmar e o centroavante mandar para a rede. Botafogo 2 x 0 Criciúma!

Ainda houve mais chances, como de Rafael Marques e Bruno Mendes, mas Galatto evitou. A torcida do Botafogo continuou fazendo festa, cantando por Libertadores e ainda comemorou o gol de cabeça de Seedorf, aos 44. Botafogo 3 x 0 Criciúma!  O craque foi ovacionado, assim como todo o time.

GALERIA DE FOTOS

BOTAFOGO: Jefferson, Edílson, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Gabriel, Renato, Lodeiro, Seedorf (Hyuri) e Rafael Marques (Lima); Elias (Bruno Mendes). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Danilo Santos