notícia

Início Positivo

Sub-16 vence Boavista por 3 a 2 na estreia do returno do torneio Guilherme Embry
Atualizado em 04-08-2015, 19:50

A equipe Sub-16 do Botafogo iniciou com o pé direito sua jornada no returno do Torneio Guilherme Embry. Na manhã dessa terça-feira, o Glorioso visitou o Boavista no Clube da Aeronáutica, na Barra, e derrotou o rival pelo placar de 3 a 2. Erick, Sanderson e Caio Alexandre fizeram os gols alvinegros.

Na próxima semana, o Alvinegro já tem um clássico pela frente. Terça-feira(11/08), a equipe alvinegra recebe o Vasco da Gama, às 9h, no CEFAT, em Várzea das Moças.

O JOGO

Após uma bela campanha no primeiro turno da competição, que só não terminou com o título por muito pouco. A garotada do Fogão foi a campo estrear querendo mais para arrancar forte rumo ao titulo do returno. Do outro lado, um Boavista que tinha como meta dar trabalho e conseguir tirar pontos do Alvinegro.

Com um campo irregular, o início de jogo foi complicado. Melhor adaptado as condições do gramado, a equipe da casa teve a primeira chegada perigosa e foi efetiva. Aos 15, em bola cruzada forte pela direita. A zaga alvinegra tentou cortar, mas por infelicidade a bola acabou entrando no gol. Boavista 1 a 0 Botafogo.

Apesar do revés, a equipe alvinegra não se abateu e seguiu em crescente evolução durante o duelo. Wendell, aos 20, quase marcou um lindo gol, ao arriscar um forte chute cruzado que tinha o ângulo como endereço. Na sequência, o Boavista quase ampliou e em nova resposta o Botafogo chegou no minuto seguinte. Sanderson, aproveitando escanteio cobrado por Enrico, quase anotou de calcanhar.

Já com o controle do jogo, o gol de empate alvinegro era questão de tempo e não demorou. Enrico, aos 27, achou Erick em infiltração no meio da dupla de zaga. O camisa da 10 dominou e finalizou na saída do goleiro, empatando o confronto. 1 a 1 no marcador!

Mateus Bastos ficou perto de virar o placar, aos 31, quando criou boa chance e bateu da entrada da área, fazendo o arqueiro adversário trabalhar. Porém, a virada veio só um pouco mais tarde com o capitão Sanderson. Enrico, de falta, colocou a bola na cabeça do zagueiro que só desviou para o fundo da rede. VIRADA! 2 a 1 BOTAFOGO!

Veio a segunda etapa e o jogo parecia sob controle quando o Boavista conseguiu igualar o placar de falta aos 17 minutos. A partir daí, pressão total alvinegra. Erick, Renan e Baiano tentaram, mas o gol da vitória só veio com Caio Alexandre no fim da partida.

O jovem, que voltava após longo período de lesão, foi lançado por Renan na direita, avançou, invadiu a área e soltou pé. Chute cruzado forte e firme. Caixa. GOL DO BOTAFOGO, GOL DA VITÓRIA. BOAVISTA 2 x 3 BOTAFOGO.

Logo em seguida ouvi-se o apito final do árbitro. nada melhor que uma vitória no coração para iniciar uma jornada promissora rumo ao título.

Botafogo: José; Cayo(Siqueira), Diego(Paulo), Sanderson e PH; Ramires(Caio Alexandre), Magno, Erick e Enrico(Baiano); Mateus Bastos(Renan) e Wendell(Jean). Técnico: Digo Missena/ Daniel Barboza.

Fabio de Paula