notícia

Para somar

Neilton é apresentado oficialmente e almeja ajudar a recolocar o Botafogo na série A
Atualizado em 03-08-2015, 19:30

Quem conhece o jovem Neilton sabe que uma de suas principais características é a rapidez. Assim como ocorre dentro de campo, as coisas para o atacante também se aceleraram fora dele. No final da tarde última sexta, o nome do atleta apareceu no BID e ele já foi para o jogo, sem que houvesse tempo para sua apresentação oficial.

Sendo assim, o evento ficou para a tarde dessa segunda-feira. Já pensando no Santa Cruz, o elenco alvinegro se apresentou no estádio Nilton Santos e iniciou sua semana de trabalho. Após o encerramento das atividades, o jovem Neilton foi até a sala de imprensa e vestiu o manto alvinegro.

Apresentado pelo vice-presidente de futebol do Glorioso Antônio Carlos Mantuano, o atacante se mostrou muito feliz com a oportunidade e declarou que sua missão é auxiliar a devolver o Botafogo a seu lugar de direito.

- No Cruzeiro eu vinha sendo pouco aproveitado e recebi o convite do Botafogo. Gostei muito, fiquei feliz porque é uma oportunidade boa poder ajudar o Botafogo a subir e também mostrar o meu trabalho. Espero que eu possa honrar essa camisa e botar o Botafogo no lugar de onde nunca deveria ter saído. - disse.

Neilton entrou na segunda etapa da partida contra o Luverdense e realizou sua estreia com a camisa do Fogão. Contente, o jovem contou como foi seu sentimento ao pisar no gramado do Nilton Santos e receber o carinho do torcedor.

- Esse primeiro contato com a torcida foi bom, foi emocionante. Estava ansioso, não via a hora de estrear. A torcida nos apoiou até o final, cantando e incentivando para fazermos um gol, infelizmente não saiu. Mas fiquei feliz com a estreia e com o apoio da torcida. - descreveu.

Apesar do pouco tempo de clube, Neilton já parece bem entrosado com seus novos companheiros. Durante a coletiva, Octávio e Carleto apareceram para acompanhar a entrevista do mais novo reforço. No fim, com muito humor, Carleto pediu a palavra e perguntou sobre o que Neilton estava achando sobre seu companheiro de quarto, além de pedir para o amigo mandar um abraço para Diadema (cidade de onde são oriundos).
 
- Estou achando o meu parceiro de quarto(Carleto) muito legal, me recepcionou muito bem aqui, só que dorme demais. (Risos) Quero mandar um abraço para a galera de Diadema, depois vamos combinar aquele jogo de final de ano lá. - respondeu em tom de gargalhada.

CONFIRA OS PRINCIPAIS TRECHOS DA ENTREVISTA DE NEILTON:


ESTILO DE JOGO

- Meu estilo de jogo é jogar pelas pontas e procurar uma jogada individual, então é isso que a torcida pode esperar. Eu vinha um tempo sem jogar então nessa partida contra o Luverdense tava um pouco sem ritmo de jogo, mas tendo oportunidades e jogando aqui, vou procurar aprimorar ainda mais minhas características.

ELOGIOS DO PROFESSOR E FOCO NO FUTEBOL

- Eu fico feliz pelo Ricardo Gomes ter me elogiado. Vou procurar trabalhar e me dedicar ao máximo para ajudar o clube a subir. Cheguei aqui e muita gente já veio me alertar: "Cuidado com Rio", mas eu vim somente focado no futebol. Espero seguir a trajetória que os ídolos do Botafogo seguiram aqui.

HORA DA UNIÃO

- No futebol nem sempre vamos ganhar todos os jogos. No ano passado no cruzeiro, tivemos lá também uma sequência sem vitórias e isso não atrapalhou, pelo contrário, ajudou a fortalecer o grupo. Espero que isso aconteça aqui também para podermos buscar os resultados positivos novamente.

ENCANTADO COM A TORCIDA

- Vim para o Botafogo porque é um time grande. Quando eu estava no Santos, eu cheguei até a fazer um elogio a torcida do Botafogo e os torcedores do Santos ficaram loucos comigo. Era minha estreia no Brasileiro pelo Santos e a torcida do Botafogo lotou o estádio e isso me emocionou bastante. (Risos) Espero me firmar aqui e ter uma sequência de jogos para mostrar o meu trabalho.

COMPARAÇÃO COM NEYMAR


- Neymar é um jogador que não tem comparação hoje. Ele já atingiu os sonhos dele e eu acho que cada um tem a sua história. Ele tem o caminho dele e eu penso em seguir os meus caminhos. Ele é um exemplo para todos nós, quem dera jogar o ele vem jogando, mas tudo é o trabalho. Quero ser reconhecido como o Neilton, não um "Novo Neymar".

CARLETO NA COLETIVA

- Carleto é um parceiro lá de Diadema. Nos encontramos lá no Santos quando eu tinha 15 anos e agora me recepcionou muito bem aqui. depois eu acerto isso aí com ele lá fora...  (Risos)

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS NAS IMAGENS DE VITOR SILVA/SS PRESS:

Fabio de Paula