notícia

Segredo nosso

René muda a tática, faz mistério e não confirma time que enfrenta o Macaé
Atualizado em 26-06-2015, 13:06

Dia de entrevista coletiva de René Simões no treino do Botafogo sempre foi um livro aberto para os jornalistas, mas os profissionais desta vez vão ficar na dúvida. Com muitos testes durante a semana, o treinador não confirmou o time que enfrenta o Macaé, sábado, no Estádio Moacyrzão. René explicou o motivo do mistério e espera que a atitude ajude o Glorioso a conquistar mais três pontos.

- Eu ainda vou definir o time em uma conversa com a comissão técnica. Isso não ganha jogo, mas talvez eu seja um dos poucos que anuncia o time antes. O Boa veio sabendo bastante de nós e armou a defesa bem ajustada no nosso esquema. O Macaé tem um bom time, sai rápido e tem algumas jogadas de bola longa. Jogamos contra ele aqui e não observamos muitas mudanças. Já treinamos muitas coisas que o time deles faz. Vamos ver se vair dar certo - disse René Simões, que deixou os jornalistas na dúvida.

Sem o volante Diego Giaretta, suspenso pelo terceiro cartão amarelo sofrido contra o Boa, René Simões terá que mudar a dupla formada com Wilian Arão. O nome foi definido pelo treinador? Também não. E René Simões ainda falou sobre o sonho que tem em jogar com um time de forma diferente.

- Vamos avaliar também. Pode ser o Andreazzi, mas também existe a possibilidade de ser o Camacho junto com o Arão. O meu sonho é jogar sem nenhum volante, mas até chegar nisso numa Série B e preciso pensar muito - disse René.

Inicialmente marcado para Brasília, o jogo diante do Macaé mudou de local e vai mesmo acontecer no Estádio Moacyrzão, palco em que o Botafogo jogou apenas uma vez no ano e venceu a Cabofriense por 1 a 0, pelo Estadual. René falou da diferença em atuar contra um time do mesmo estado e, devido ao maior desgaste, confessa que preferia jogar longe do Rio.

- Não é diferente. A única vantagem é que eu tenho o DVD e todos os indicadores de como foram os jogos do Macaé aqui. A vantagem é essa, e não pelo fato de ser um time carioca. Eles tiveram dois tropeços e é claro que virão ávidos por uma reação. Jogar em Macaé é mais desgastante do que em Brasília. Geralmente o trajeto é feito em uma hora e meia, mas agora vamos enfrentar quatro horas de ônibus. Mas estamos em casa e tranquilos quanto a isso - explicou o treinador.

O Botafogo enfrentará o Macaé no sábado, às 16h30, no Estádio Moacyrzão, pela 9ª rodada da Série B. O Glorioso lidera a competição com 20 pontos conquistados.

Marcos Silva