notícia

Esse é o caminho

Sempre atento, René Simões mantém seriedade contra o Mogi Mirim por mais uma vitória
Atualizado em 04-06-2015, 12:49

A vida na Série B é considerada por alguns como mais fácil do que na primeira divisão, mas não é bem o que acontece na prática. Cada vez mais competitiva, a competição exige um bom condicionamento físico e a habilidade de jogar compreendendo as distintas formas de jogo dos adversários, adaptando assim a sua equipe. René Simões tem feito isso com excelência no Botafogo e o resultado é a liderança. Para se manter no topo, o treinador reforça o cuidado contra o Mogi Mirim, adversário de sexta-feira, no Estádio Nilton Santos, casa em que o alvinegro segue invicto com onze vitórias na temporada.

- Quantos mais jogos você ganhar, mais perto de perder um você estará. Não existe invencibilidade eterna e a derrota pode acontecer. Na medida certa essa isso é saudável. Essa dúvida de perder um jogo é positiva se for pensada de maneira saudável. As duas coisas tem que ser bem trabalhadas. Não pode se esquecer da parte positiva e nem a negativa - alertou o treinador alvinegro.

O adversário é o Mogi Mirim, último colocado na competição, mas a fase do time paulista não é vista como um tranquilizador para a equipe. Aliás, é visto mais como um alerta para jogar contra um time pressionado pela vitória.

- Estamos aprendendo...O Botafogo, embora seja montado com jogadores experientes na Série B, não jogou da forma que precisa contra o Paraná. Eu acho que a equipe esqueceu que estava jogando um campeonato que se modifica a todo tempo. Tínhamos que ter trabalhado melhor a bola e algumas situações que treinamos. O segundo tempo foi um sufoco danado e conseguimos uma vitória na raça e no brio. Teremos jogos dificílimos e vamos olhar com muita seriedade. O Jair Ventura, nosso observador, foi assistir o jogo do Mogi e sabemos de bastante coisas deles. Vamos trabalhar e analisar os pontos fortes e fracos do adversário. Fazemos isso contra todos os adversários e agora não será diferente - ressaltou.

Invicto dentro do Estádio Nilton Santos com onze vitórias, o Botafogo está mostrando que é forte diante da sua torcida. René Simões valoriza o feito, mas não se apega aos bons números para garantir novas vitórias. Para o treinador, o que vale no futebol é o que ainda está para ser construído.

- Ter dezenove vitórias não vale de nada agora, o que vale é daqui pra frente. O futebol funciona sempre pra frente e o passado já ficou para trás. A psicologia procura muito entender o passado para aplicar no futuro, mas o nosso coaching procura trabalhar com os jogadores o pensamento do presente para o futuro. Nossa campanha é boa e alegra o ambiente, mas temos que ficar preocupados em como vai ser daqui pra frente - falou o comandante.

No treinamento desta quinta-feira, no Estádio Nilton Santos, o treinador não pôde contar com Elvis e Marcelo Mattos no campo anexo, já que ambos foram preservados da atividade e não estão confirmados para a partida contra o Mogi. Outra dúvida está na zaga, já que Roger Carvalho está de volta ao time e, com a suspensão de Willian Arão (expulso contra o Paraná), Diego Giaretta poderá ser adiantado para jogar com um volante. O treinador comentou, mas não cravou o time que vai a campo contra o Mogi Mirim.

- O indicador de desgaste do Elvis estava alto e o fisiologista preferiu tirá-lo do treinamento para preservar o atleta, assim como feito com o Marcelo Mattos, que trabalhou na academia. O Roger está voltando agora e utilizar o Giaretta como volante pode ser uma possibilidade. O Daniel Carvalho também está em condições e pode ir para o jogo - explicou.

A única certeza de René Simões é que não poderá contar com o atacante Sassá, que já foi liberado pelo departamento médico e também pelo período de transição, realizado pelo preparador físico Emílio Faro, mas ainda não está totalmente condicionado para o jogo.

- O Sassá não vai ser relacionado a pedido do Ednílson Sena (preparador físico), que fez um trabalho com ele ontem, mas achou que o atleta cansou cedo. Achamos melhor poupar o Sassá do jogo de amanhã para que ele possa fazer mais três trabalhos e estar pronto para o jogo contra o Oeste - finalizou René.

O Botafogo enfrentará o Mogi nesta sexta-feira, às 21h50, no Estádio Nilton Santos. O Glorioso é o líder da Série B com 13 pontos somados. A partida terá promoção de ingressos, com entradas a partir de R$10.

Marcos Silva