notícia

Motivado para a batalha

Pronto para a decisão, Pimpão acredita na força do novo Botafogo para ser campeão
Atualizado em 24-04-2015, 20:38

Está cada vez mais próximo o primeiro jogo da decisão do Estadual, diante do Vasco, domingo, no Maracanã. A sexta-feira no Alvinegro começou movimentada por conta da punição imposta pela FIFA ao atacante Jobson, que virou desfalque certo no primeiro jogo da final. Mas a ausência do atleta não abaterá o time alvinegro e, inclusive, servirá de motivação a mais para erguer a taça pelo Botafogo e por Jobson.

- A gente tem que usar como motivação. É um jogador que nos ajudou muito desde o início do ano. Perder um jogador como ele agora é ruim e temos que correr pelo Jobson também. Faz parte do nosso elenco e de todo o nosso trabalho. Pelo que eu sei os advogados dele estão buscando uma operação para solucionar o caso - disse o atacante Pimpão, uma das possibilidades de René na posição.

Um dos destaques do Botafogo na semifinal contra o Fluminense, Rodrigo Pimpão movimentou o jogo com dribles e jogadas agudas. Após um período lesionado que o afastou dos jogos, o atacante espera recuperar seu espaço e ajudar ainda mais o Botafogo, principalmente na reta final do Estadual.

- Eu consegui ajudar minha equipe contra o Fluminense fazendo com que a gente saísse com o resultado positivo correndo, fazendo dribles...É uma oportunidade que eu tenho que agarrar novamente contra o Vasco. Tive problemas com lesões no começo do ano e espero que isso não aconteça mais. Estou trabalhando forte para isso. Vou me concentrar ao máximo para ajudar a equipe - prometeu o atacante.

Para a final diante do Vasco o Botafogo carrega uma escrita importante. O Glorioso jamais perdeu uma final de campeonato para o rival, algo relevante, mas que não influencia em nada na cabeça do atleta na hora do jogo.

- Nós temos que viver o nosso momento, o agora. Sabemos que o começo do ano foi puxado, mas fomos subindo degrau a degrau, encarando cada jogo como uma decisão. É um dado interessante, mas temos que pensar no que o Vasco e o Botafogo passam agora - disse.

Pimpão começou sua carreira no Paraná Clube, mas foi no Vasco da Gama que ganhou projeção nacional. O atacante reconhece a importância do agora rival na carreira, mas deixa qualquer outra lembrança no passado. Feliz no Botafogo, Pimpão prometeu empenho total no alvinegro e confirmou que, caso marque, comemorará sem problema.

- Já encarei o Vasco duas vezes após a minha passagem por lá. Uma pelo Paraná e a outra pelo América-RN. Nas duas eu saí vitorioso e se eu fizer gol vou comemorar sem problemas. Hoje eu defendo a instituição Botafogo. O Vasco me projetou para o futebol junto com o Paraná Clube, mas agora eu visto a camisa do Botafogo - afirmou Rodrigo Pimpão.

Considerado por muitos como a 'quarta força do Rio' após o ano de 2014 difícil, o Botafogo superou as desconfianças com muito trabalho e chegou à decisão. Rodrigo Pimpão exaltou o trabalho de todos no clube e credita ao treinador René Simões grande parte dessa nova postura do clube de imensa tradição.

- Digamos que nós estávamos como uma equipe desacreditada, mas quem chegou veio querendo e batalhando desde o começo do ano. Estamos buscando entender o trabalho do René e o seu método de trabalho. Somos gratos ao professor por tudo que tem feito conosco. Formamos uma equipe batalhadora - elogiou o atacante.

Com o Vasco pela frente, Pimpão sabe que não vai ser fácil trazer a taça para General Severiano. Para que isso aconteça,  também é importante sentar na cadeira e estudar o adversário para explorar os pontos fracos e atentar para os fortes do rival.

- Estamos estudando o Vasco durante a semana e estamos pegando os pontos positivos e negativos para que possamos encontrar os detalhes. O Vasco é forte nas bolas paradas e temos que ter muita atanção quanto a isso. É se cuidar em todos os tipos de jogadas deles para que não ocorra erros como o que tivemos na semana passada - alertou Rodrigo.

Sem Jobson, a expectativa é para que Bill tenha condições de jogo. Ainda se recuperando de uma torção no tornozelo esquerdo, o atacante vem evoluindo na recuperação, mas ainda é dúvida. Pimpão falou sobre uma possível dupla com Bill, mesmo com o companheiro jogando no sacrifício.

- É uma situação que depende de cada jogador. Eu não entraria em campo se não estivesse 100%. Lógico que vale o sacrifício, como ele mesmo fez na semifinal e ainda bateu um pênalti mancando. Vi que o Bill estava treinando bem e espero que ele esteja tranquilo para domingo - confia Pimpão.

O Botafogo volta a treinar na manhã de sábado, no Estádio Nilton Santos. A atividade, marcada para às 10h, só terá a entrada da imprensa autorizada a partir de 11h30.

Confira a galeria de fotos do treino desta sexta-feira nas imagens de Vítor Silva/SSPress!



Marcos Silva