notícia

Abençoado

Renan agradece a confiança e fala em ressurgimento no Botafogo
Atualizado em 19-04-2015, 02:43

Um remanescente de 2014, um ano difícil na história do Botafogo. Mas acima de tudo um talento revelado pelo clube e que conhece o peso da camisa alvinegra. Renan passou por momentos difíceis, ficou de lado, mas deu a volta por cima e foi o principal personagem da classificação para a decisão do Campeonato Estadual. O goleiro pegou duas cobranças nas penalidades e ainda marcou o gol decisivo.

- Sinceramente, eu não esperava. Deus é perfeito. Desde que voltei a jogar pelo Botafogo, ele tem me abençoado. Tudo que aconteceu neste jogo foi maravilhoso. Consegui fazer o que sei de melhor e ainda fiz o gol que selou a classificação - comemorou Renan.

Botafogo x Fluminense

Botafogo x Fluminense
Goleiro Renan pegou duas cobranças e marcou o gol que deu a classificação ao Botafogo nos pênaltis

Escolhido desde o início da pré-temporada para a reserva imediata de Jefferson, Renan carrega a confiança do treinador René Simões, do elenco e de toda a comissão técnica alvinegra. Mas nem sempre foi assim e o goleiro, diferentemente de 2014, vive um momento de valorização no Glorioso.

- É um renascimento. O ano de 2014 não foi bom pra mim na questão profissional. Muitas injustiças aconteceram e eu fiquei quieto. Serviu para que eu pudesse crescer muito, amadurecer e entender mais como funciona o futebol. Coloquei na cabeça que 2015 seria diferente pra mim e o René chegou e me perguntou como eu estava ainda na pré-temporada. Disse que queria continuar do Botafogo para ajudar o time e fomos juntos.

Renan assumiu a meta alvinegra quando Jefferson foi convocado por Dunga para a seleção brasileira e permaneceu no time com a operação no joelho do camisa 1. Diante do Fluminense, no Estádio Nilton Santos, Renan provou que é decisivo e ganha ainda mais confiança para as finais do Estadual.

- O Botafogo hoje tem o goleiro da seleção brasileira, o que deixa o goleiro reserva numa situação muito difícil para aparecer. Mas Deus é perfeito e sabe de todas as coisas. Desde o primeiro jogo que eu fiz contra a Cabofriense eu tenho sentido a mão de Deus na minha vida. Não tenho dúvida que ele tem sido fiel - confia Renan, que é evangélico.

Feliz com tudo que aconteceu e ainda um pouco perdido diante de tantos jornalistas e fotógrafos, o humilde goleiro não deixou de agradecer o carinho e a confiança que tem recebido no Botafogo.

- Deixo aqui o meu agradecimento não só para a diretoria e a comissão técnica do Botafogo, mas também para a torcida, que está me apoiando muito para dar a volta por cima - finalizou Renan.

Marcos Silva