notícia

Vitória do grupo

Eduardo Hungaro enaltece jogadores e projeta grande temporada para o Botafogo
Atualizado em 06-02-2014, 12h15

Em uma grande vitória, méritos divididos. O técnico Eduardo Hungaro fez questão de parabenizar a todos pelo triunfo por 4 a 0 do Botafogo sobre o Deportivo Quito (EQU), que valeu a classificação para a fase de grupos da Libertadores.

Com os pés no chão, o treinador lembrou que apenas uma etapa foi cumprida e projetou um grande ano para o Botafogo. Confira os principais trechos da entrevista coletiva:

CLASSIFICAÇÃO


"Desde a minha primeira entrevista , deixei claro que tudo seria feito para essa classificação. Vemos com muita alegria esse êxito. Com relação ao jogo, o time começou ansioso, variando bola em cima e embaixo, não era melhor opção, somos de toques rápidos. A comunicação estava difícil porque torcida veio em peso e deu show, mas os jogadores conseguiram enxergar o melhor caminho. A partir do momento em que botamos a bola no chão, levamos para o lado do campo, as jogadas começaram a acontecer e saiu o primeiro gol".

WALLYSON

"Wallyson mostrou em poucos treinos que daria opção diferente na linha ofensiva. Precisávamos utilizá-lo, mas chegou depois. A situação se apresentou para começar hoje. Teve grande atuação, com três gols, esperamos que dê continuidade".

EXPERIÊNCIA

"Na prelação, enfatizei que temos jogadores que vivenciaram muitas vezes essa sitação. Foram brilhantes, solidários, humildes e práticos, jogaram no sentido da baliza, ora por dentro ora por fora, não deixando o adversário identificar qual seria a jogada. Essa verticalidade levou a uma quebra física e mental deles. No segundo tempo, aproveitamos tudo que produzimos".

"A rua foi bem movimentada. O sexteto defensivo tem entrosamento grande e temos o melhor goleiro do Brasil. Procuramos aproveitar este entrosamento. Isso dá uma estrutura para os homens de frente apostarem e arriscarem".

FERREYRA

"Em relação ao Ferreyra, acho que fez um jogo interessante. Tem característica específica, tinha até receio de tirá-lo e perdermos a profundidade que ele dá, de empurrar o adversário. Ele cria espaço para os nossos jogadores criativos manobrarem. Elias tem condição de segurar a bola, mas é mais móvel. Ferreyra foi até onde poderia, está no segundo jogo, é grande, precisa de rotina de jogos para ficar mais rápido. Acho que fez um bom jogo. Elias também entrou bem, ganhou minutos para render o que render. Vão disputar posição e vão ter jogos que vou usar os dois".

SENTIMENTO


"Estou feliz, mas sou um cara tranquilo e com os pés no chão. Sábado tem Friburguense, se não vencer vou ser criticado. Dependo do meu trabalho para ter vida tranquila, mas se não estiver tranquilo não vou render. É uma vitória dos jogadores. Esses caras são muito especiais. Não dá para medir o valor desses caras, é um grupo comprometido, adora trabalhar, sabe o que quer. Por vezes vamos perder, não vamos conseguir êxito, mas ninguém vai ficar mais frustrado que eles. Não é vitória minha, é deles. Formamos um grupo que é uma família. Se continuarmos assim, e com humildade, vamos conquistar coisas grandes".

"O grupo está muito focado, temos ótimos psicólogos. Sentíamos que os caras estavam com olho de tigre, dificilmente a vitória ia escapar. É importante salientar que, quando as coisas acontecem a favor e vem o resultado, tem que ter cuidado com as palavras. Esse grupo tem a característica de, quando a situação é difícil, responder muito bem. Procurei ser mais informativo, p grupo sabe como agir em situação definitiva. Sabe o que quer e está sempre muito focado".

TORCIDA

"É legal ter conquistado a vitória, eleva a moral, cria referência, mas terça-feira vamos ter dificuldade. Precisamos desse ambiente fantástico e da torcida apoiando a gente. É uma condição que o adversário sente, tem peso. A torcida não só torceu, entendeu que tem participação direta, pressionou o adversário e o árbitro, deu moral em momento de erro. O que o torcedor mais quer, que o Botafogo vença, é facilitado quando a torcida entende que tem pariticpação direta no resultado do jogo, lotando o Maracanã".

LODEIRO


"Lodeiro fez um grande jogo. É um jogador que tem uma movimentação muito contundente, sabe ocupar bem os espaços à frente da linha da bola, dá ótima opção. Jogou em posição diferente do ano passado, porque o vejo como jogador que pode ocupar a função de 10. Com a nossa formação, há mais espaço para ele se movimentar. Fez um jogo excelente e a tendência é crescer mais, porque é um superatleta".

PRÓXIMA FASE


"A fase de grupos tem que ser entendida como mata-mata. Tem que se encarar cada jogo como muito importante, ter o equilíbrio de cada jogo. E ter a atitude desta partida, em cima, buscando as jogadas em relação à baliza. Embora seja uma espécie de torneio classificatório, são jogos para encarar como mata-mata".

Confira as melhores imagens da SS Press da vitória!



Danilo Santos