notícia

Jogo a jogo

René Simões trabalha dados da equipe e volta o foco para o Bangu
Atualizado em 10-02-2015, 14:30

No Botafogo a palavra empolgação fica apenas no dicionário do torcedor. O clube iniciou 2015 com uma nova mentalidade e o trabalho realizado por René Simões e sua comissão técnica é pensado jogo a jogo, com o crescimento da equipe acompanhado através de dados importantes.

- O jogador profissional tem que começar a lidar com isso. Em qualquer empresa que você trabalha é avaliado o tempo todo. O jogador tem que conviver bem com isso e é assim que nós trabalhamos. Erramos muitos passes contra o Bonsucesso, que não fez uma marcação sob pressão. Ontem não trabalhamos muito porque estávamos apenas 48 horas após de um jogo , mas fizemos um trabalho de passes para melhorar nosso desempenho - frisou René.

Apoiado pelo trabalho dos Analistas de Desempenho Alfie Assis e Antonio Macedo, René Simões é municiado por dados importantes dos jogadores como número de passes certos e errados, roubadas de bola e progressões ao gol. Os dados são passados ao treinador ainda no intervalo dos jogos, o que facilita o trabalho no vestiário.

- A gente está qualificando os nossos passes. Quero chegar a 700 por jogo, mas quero com qualidade. Se nós tivéssemos errado 40 passes e 30 fossem decisivos, estaria tranquilo. O passe não forçado não pode admitir erro, assim você não consegue progredir. Na marcação vamos ter um melhor entrosamento e isso só vamos alcançar jogando

Além do próprio desempenho, o Glorioso observa os oponentes através do auxiliar e observador técnico Jair Ventura, que vai aos jogos e sempre repassa ao treinador o scout completo do último jogo do adversário.

- Conheço o Bangu e vi o jogo que eles fizeram contra o Bonsucesso. Assisti contra o Fluminense também e eles criaram oportunidades. É uma equipe muito interessante e tem alguns pequenos detalhes que eu já mostrei para o meu time. Alguns cuidados para que eles evoluam - encerrou o treinador.

Confira a galeria de fotos do treino desta terça-feira nas imagens de Vítor Silva e Satiro Sodré/SSPress!




Marcos Silva